Opinião: Última Paragem de Nora Roberts

 

Livro: Última Paragem (Language of Love #16 – Tuberose)útima paragem nora roberts

Autora: Nora Roberts

Páginas: 320

Sinopse: Aquela era a melhor de todas as vitórias… Ele era o homem com que ela sonhava e que nunca se atreveu a amar, mas agora que tinham voltado a encontrar-se, Cynthia Fox via-se obrigada a enfrentar Lance Matthews e os sentimentos que ainda fluíam vertiginosamente entre eles. Tal como no mundo do automobilismo, Foxy sabia que as apostas eram altas, mas o prémio também o era… Porque desta vez a única vitória verdadeira seria a do amor.

Opinião:

As horas na companhia deste livro voaram e eu nem deu por elas! Os momentos de magia estiveram presentes ao longo da narrativa e apercebi-me das saudades que tinha em ler Nora Roberts. Há qualquer coisa na escrita romântica desta escritora que nos desafia a sonhar mais alto e acreditar que os finais felizes são possíveis! Que bom que é ler Nora Roberts!!!

Numa tarde linda como a de hoje, foi um prazer desfrutar deste romance, do sons dos pássaros que pousam na janela da minha sala, dos raios de sol que me desafiaram o sorriso, dos biscoitos de chocolate que não resisti em degustar e da caneta de chá no meu colo. É um prazer simplesmente indescritível!

Nora Roberts apresenta-nos um romance com personagens desafiantes mas cheias de determinação. Foxy sempre amou Lance. Agora, que voltam a encontrar-se – passados mais de sete anos – muita coisa mudou e os sentimentos voltam a manifestar-se. Esta é a base para uma história de amor muito romântica. Adorei!

Classificação: 4*

Opinião: A Pousada no Fim do Rio de Nora Roberts

Livro: A Pousada no Fim do RioA Pousada no Fim do Rio - Nora Roberts

Autora: Nora Roberts

Páginas: 384

Sinopse: Olivia MacBride e os seus pais eram a típica família de sonho de Hollywood, não lhes faltando fama, fortuna e amor. Até à noite em que Olivia, de quatro anos, acorda e encontra a mãe brutalmente assassinada aos pés do pai. Nesse momento, a vida de Olivia mudará para sempre. Acolhida pelos avós num recanto resguardado pela Natureza, Olivia aprende a enterrar bem fundo o passado. Determinada a proteger-se de memórias dolorosas, cresce limitando a sua vida às florestas verdejantes e à Pousada do Fim do Rio. Mas quando aparece Noah Brady, a jovem terá de se esforçar muito para resistir à atracção que sente por ele. Infelizmente, o futuro é caprichoso e Noah trai a confiança de Olivia. Apesar de ele nunca desistir de a ajudar a lidar com os traumas do passado, poderá a jovem voltar a confiar em Noah? Mais: o pai de Olivia é liberto da prisão e parece que há segredos terríveis a descobrir sobre aquela fatídica noite

Opinião:

Este livro fez-me recordar, de uma forma muito agradável, os primeiros romances que li desta escritora. Este é o registo literário que mais aprecio em Nora Roberts. Um romance intenso, com contornos de um policial passional, em que as relações familiares e amizade assumem os principais papéis.

Nora Roberts tem um talento especial para realçar o amor – quer passional, quer familiar – nas palavras que conjuga e transforma numa história. Adorei as descrições e as paisagens descritas neste livro. A pousada surge para o leitor de uma forma quase artística, tal é a beleza paisagística descrita neste livro.

A beleza de um local que encerra o desvendar e a morte de um mistério terrível, e o nascimento da esperança e amor de uma vida em comum. É, sem dúvida, uma óptima leitura para estes dias de frio e vento. Adorei e recomendo!

Classificação: 5*

Opinião: Uma Terra Distante de Nora Roberts

 

Livro: Uma Terra Distanteuma terra distante

Autora: Nora Roberts

Páginas: 125

Sinopse: Kadra é uma exterminadora de demónios à caça de uma criatura perigosa que transforma homens em monstros. Ao descobrir que a sua presa foi parar à Nova Iorque do séc. XX, é forçada a viajar a esse mundo onde trava uma amizade improvável com Harper Doyle. Sem ele, mal consegue compreender e sobreviver num mundo tão estranho. Mais estranho ainda são os sentimentos que sente nascer por Harper. Mas a não ser que impeça o demónio, ambos os mundos – bem como a relação entre os dois – podem não sobreviver à destruição…

Opinião:

Uma Terra Distante faz parte de uma série de publicações feitas exclusivamente para a Revista Flash e trata-se de um pequeno romance cheio de fantasia e amor. Saliento as capas destas publicações que são muito apelativas e muito bem conseguidas.

O estilo literário é diferente do que estou habituada em Nora Roberts, mas mesmo assim é um pequeno conto, com pequenos momentos de humor bastante comum nesta escritora. É uma óptima sugestão para descontrair, sonhar e sorrir, ou simplesmente para passar uns bons momentos e desfrutar de uma leitura mais leve.

Classificação: 3*

Novidade Nora Roberts

 

comecar_de_novo

A Saída de Emergência publicou um novo livro de Nora Roberts. A capa é lindíssima e a sinopse promete! 🙂

Sinopse:

Uma história sobre deixar tudo para trás, desvendar segredos antigos e aprender a amar

Cilla McGowan, uma típica rapariga da cidade, encontrou uma vida nova na restauração de casas antigas. Quando chega ao maravilhoso vale Shenandoah, na Virgínia, dedica-se salvar a velha quinta que pertenceu à sua avó – uma atriz lendária que morreu há mais de trinta anos.

Cilla mergulha no projeto com todas as suas energias, ocupada e exausta demais para notar no seu vizinho, o artista de BD, Ford Sawyer. Determinada a não ceder à tradição familiar dos romances falhados, Cilla resiste ao charme de Ford, mesmo quando não consegue evitar algumas fantasias.

Mas a realidade reserva alguns perigos para Cilla. Ao encontrar cartas anónimas no sótão, que apontam para um romance misterioso na vida da sua avó, despoleta um assalto violento. Cilla, com a ajuda de Ford, descobre que há segredos que a tornam um alvo a abater e, se quer evitar desaparecer prematuramente como a sua avó, terá que desvendar o passado para, quem sabe, começar de novo na casa dos seus sonhos…

Opinião: A Cor do Fogo de Nora Roberts

 

Livro: A Cor do Fogo (Livro 3 – Trilogia Ilha das Três Irmãs)a cor do fogo

Autora: Nora Roberts

Páginas: 320

Sinopse: Mia Devlin sabe o que é amar alguém de todo o coração, e depois ver esse alguém partir, sem olhar para trás. Há muitos anos atrás, ela e Sam Logan partilharam laços incrivelmente fortes, construídos por paixão e fortalecidos por magia. Mas, um dia, ele fugiu da Ilha das Três Irmãs, deixando-a sozinha e perdida em dolorosas lembranças. Foi então que Mia decidiu que nunca mais ia amar.
Agora, cansado do mundo e saudoso de casa, Sam regressa à ilha com um único objectivo: reconquistar o amor da sua juventude. Mas o que encontra já não é uma rapariga apaixonada. É uma mulher adulta, independente e magoada. E apesar da química entre eles continuar a ser verdadeira, Mia recusa-se a aceitar que ainda exista amor no seu coração.
Mas a Ilha das Três Irmãs tem tanto de belo como de sombrio. E para desfazer uma terrível maldição com vários séculos, Mia vai precisar da ajuda de Sam, e aprender que, por vezes, só o amor pode fazer frente às trevas.

Opinião: 

A conclusão da maravilhosa trilogia da Ilha das Três Irmãs apresenta A Cor do Fogo, onde acompanhamos a história da misteriosa e solitária Mia Devlin e do – tão falado nos livros anteriores – Sam Logan.

Nell representa a coragem, Ripley a justiça e Mia a Vida. Nell e Ripley conseguiram cumprir, nos livros anteriores, os seus objectivos e prevalecer acima das energias negativas. Neste acompanhamos não só a conclusão da história mas também o sucesso, ou não, de Mia na sua missão perante armadilhas ocultas no coração da ilha.

A relação entre Mia e Sam é, talvez, das três histórias a mais complicada pois envolve sentimentos não resolvidos do passado. Mia e Sam conhecem-se desde sempre e namoraram na adolescência, tendo a relação terminado por opção de Sam, quando este decidiu mudar de vida e de cidade. Onze anos depois ele volta à ilha e tenta construir a sua vida de novo, o que inclui reconquistar a confiança e o coração de Mia. Uma das surpresas da história foi precisamente relativamente a Sam e ao papel que este representa na resolução e conclusão da terrível maldição.

Gostei muito de voltar a rever Nell e Zach e Ripley e Mac. Este é um dos aspectos que gosto desta escritora: o facto de nos manter a par das vidas de personagens conhecidas em livros anteriores. Faz com que haja um sentimento de familiaridade para com as personagens e com a própria história. É muito romântico! Gostei muito!

 

Opinião: Entre o Céu e a Terra de Nora Roberts

 

Livro: Entre o Céu e a Terra (Livro 2 – A Ilha das Três Irmãs)entre o céu e a terra_nora roberts

Autora: Nora Roberts

Páginas: 320

Sinopse: A jovem Ripley Todd quer apenas levar uma vida tranquila na acolhedora Ilha das Três Irmãs. O seu trabalho como ajudante de xerife mantém-na ocupada e feliz e, quando lhe apetece estar com alguém, não tem dificuldade em encontrar um parceiro… apesar de isso estar a acontecer cada vez menos vezes. Satisfeita com a vida que leva, Ripley só tem um problema na vida: os poderes especiais que possui e que a atemorizam e confundem. E por mais que os tente esconder, não consegue mantê-los sob controle. É então que surge o cativante Mac Booke, um pesquisador do sobrenatural que chega à ilha para investigar os rumores da feitiçaria local. Rapidamente ele se apercebe que existe algo extraordinário em Ripley. E não são apenas os seus fulgurantes olhos verdes ou o seu sorriso irónico. Há algo mais. Algo que ele é capaz de ver mas que ela é incapaz de admitir. Fascinado pela luta interna dela com as suas próprias habilidades, Mac está determinado a ajudá-la a aceitar quem é… e a encontrar a coragem para abrir o seu coração. Mas antes que Ripley e Mac possam sonhar com o que o futuro reserva, têm que enfrentar os demónios do passado. Pois a Ilha das Três Irmãs guarda séculos de segredos e possui um legado de perigos que ainda a assombra…

Opinião:

Este é o segundo livro da trilogia A Ilha das Três Irmãs e conta a história de Ripley Todd, a mais resistente das três irmãs aos seus poderes sobrenaturais. Voltei a mergulhar no mundo mágico criado por Nora Roberts e fiz parte, mesmo que por breves instantes, desta ilha cativante rodeada de feitiços antigos.

Ripley Todd nega desde o primeiro instante os seus poderes sobrenaturais e refugia-se no mundo real de forma metódica e empenhada. Possuidora de uma personalidade marcante consegue criar, na sua teimosia bastante vincada, alguns dos momentos mais hilariantes do livro. Tudo começa com a chegada de um investigador do paranormal, Mac Booke, um intelectual com rasgos de galã, despistado mas muito leal. Existe uma razão pela qual Ripley nega os seus poderes e, ao longo do romance vamos percedendo as suas razões escondidas para que tenha determinadas atitudes no que diz respeito à magia que faz parte dela.

Simultaneamente temos a versão de um jornalista que se interessa pelos acontecimentos que envolveram Evan Remington e Nell Channing (livro anterior) e que despertaram o interesse deste jornalista quanto à história da Ilha das Três Irmãs e, dos relatos algo difusos da forma como Evan foi detido e levado para uma instituição mental. Existem algumas tentativas de conversa por parte do jornalista junto de Evan, mas as consequências destes encontros são inesperadas e colocam toda a Ilha em perigo. Especialmente as Três Irmãs.

O romance de Ripley e Mac é maravilhoso e a sua evolução é uma das razões pela qual hostei muito de ler este romance. Nora Roberts consegue criar cenários e personagens que nos envolvem nos seus sentimentos, o que para uma romântica incorrigível como eu, é perfeito! Gostei Muito e estou muito curiosa quanto à história de Mia. Vamos ao próximo!

 

Opinião: A Ilha das Três Irmãs de Nora Roberts

 

Livro: A Ilha das Três Irmãs (Livro 1 – Trilogia das Três Irmãs)a ilha das três irmãs

Autora: Nora Roberts

Páginas: 302

Sinopse: Quando Nell Channing chega à acolhedora Ilha das Três Irmãs, acredita que finalmente encontrou um refúgio do seu marido violento… e da vida horrível que levara nos últimos anos.
Mas mesmo nesse lugar calmo e distante, Nell nunca se sente inteiramente à vontade. Escondendo cuidadosamente a sua verdadeira identidade, aceita um lugar como cozinheira num café e começa a explorar os seus sentimentos pelo simpático xerife da ilha. Mas há uma parte de si que ela nunca lhe poderá revelar, pois tem de guardar alguns segredos se quer manter o passado longe de si. Uma palavra a mais… e a sua nova vida tão cuidadosamente montada pode despedaçar-se.
E quando Nell começa a questionar-se se alguma vez será capaz de se libertar do seu medo, apercebe-se de que a ilha sofre de uma terrível maldição que só pode ser desfeita pelas descendentes das Três Irmãs: as bruxas que se instalaram na ilha em 1692. Então, com a ajuda de outras duas mulheres talentosas e determinadas – e com os pesadelos do passado a atormentarem-na constantemente – ela tem que encontrar a força para salvar o seu lar, o seu amor e a sua vida!

Opinião:

Este é o primeiro volume da trilogia das Três Irmãs, uma fábula que fala dos caminhos inesperados do coração, numa remota ilha rochosa impregnada de mistério. Amor, magia e amizade são alguns dos ingredientes que preenchem este romance maravilhoso!

Por um lado temos a tímida e ponderada Nell Channing que se refugia, do seu passado conturbado e violento, na Ilha das Três Irmãs. Do outro lado temos o simpático e carismático xerife Zack Todd que é parte fundamental da comunidade especial que habita esta Ilha. Os seus caminhos cruzam-se e temos acesso a um romance cheio de ternura e compreensão.

A amizade que se cria entre Nell, Mia e Ripper é encantadora e proporciona momentos muito agradáveis na leitura, chegando a ter alguns momentos hilariantes entre as três. Nora Roberts arrebata-nos para a vida das suas personagens de tal forma que vivemos, amamos, sofremos e triunfamos com elas.

Adorei este primeiro livro e fiquei muito curiosa para o que vai acontecer nos próximos volumes. Adorei e recomendo!