Opinião: Eu Sei Que Voltarás de Mary Higgins Clark

 

Livro: Eu Sei Que Voltarás (Alvirah and Willy #8)

Autora: Mary Higgins Clark

Páginas: 421

Sinopse: Alexandra, uma bela designer de interiores com uma carreira de sucesso, fica aterrorizada ao descobrir que alguém anda não só a usar os seus cartões de crédito e a movimentar as suas contas para a levar à miséria, como também a tomar a sua identidade para cometer crimes violentos, de rapto e homicídio. Logo ela, que já vivia assombrada pelo desaparecimento do próprio filho, raptado à luz do dia em Central Park há dois anos. Agora que o filho faria cinco anos, começam a surgir fotografias que sugerem que foi ela que raptou o próprio filho, seguidas de uma série de acontecimentos que indicam que, de alguma maneira, alguém conseguiu roubar-lhe a identidade. Mas quem? E porquê? Perseguida pela imprensa, sob investigação policial, atacada pelo ex-marido e por um rival nos negócios, a única coisa que lhe dá esperança é a fé de que o filho continua vivo. Só não percebe que, cada passo seu em direção à verdade, a põe a si e aqueles que ama em grande perigo. Até as pessoas que a apoiam acreditam que foi ela a raptar o filho e a própria Alexandra começa a duvidar da sua sanidade mental. Mas num final explosivo, característico da Mary Higgins Clark, as peças do puzzle encaixam finalmente numa revelação inesperada e chocante.

Opinião: 

Os livros de Mary Higgins Clark são sempre uma excelente escolha de leitura para quem procura uma história empolgante e cheia de suspense. “Eu Sei Que Voltarás” é um Best-seller do New York Times e do Sunday Times. Este livro faz parte da série Alvirah and Willy, sendo este o oitavo volume desta série.

Clark apresenta-nos uma história que tem como tema o roubo de identidade e as consequências e implicações na vida de uma pessoa. O mistério adensa-se ao longo de toda a trama, como uma teia de aranha, em que muitas personagens (todas elas fulcrais para o desfecho da história) se cruzam e tropeçam entre si numa busca incessante por um culpado(a). “Nem tudo o que parece é” seria extremamente adequado no enquadramento deste livro.

Um thriller muito bem escrito pela tão conhecida “Rainha do Suspense”, cujo talento é indiscutível. As personagens são muito bem retratadas e enriquecem a trama de uma forma marcante. Mais um livrinho que gostei muito e que se vai juntar à minha pequena colecção de livros desta autora norte-americana.

Classificação: 4* 

Citação: “Encostou uma madeixa do cabelo dela à sua bochecha e disse, satisfeito: – Só tinha de ter a certeza que tu estavas aqui, mamã…”

Também li desta escritora:

     

Opiniões: Lar Doce Lar, Deixa-me Chamar-te Meu Amor, Onde Estão As Crianças?, Recordação Perigosa, Os Anos Perdidos, A Sombra do Teu Sorriso

 

Opinião: A Sombra do Teu Sorriso de Mary Higgins Clark

 

Livro: A Sombra do Teu Sorriso

Autora: Mary Higgins Clark

Páginas: 390

Sinopse: Aos oitenta e dois anos e com uma saúde frágil, Olivia sabe que não lhe resta muito tempo. É a última da sua descendência e enfrenta uma escolha colossal: expor um segredo familiar há muito escondido ou levá-lo consigo para o túmulo. Olivia tem na sua posse cartas da sua falecida prima Catherine, uma freira que está a ser considerada para beatificação pela Igreja Católica, o último passo antes de ser santificada. Ao longo da sua vida, a Irmã Catherine fundara sete hospitais para crianças carenciadas. Agora é-lhe atribuída a cura de um menino de quatro anos que se encontrava a morrer com um tumor cerebral. As cartas que se encontram na posse de Olivia provam que, aos dezassete anos, Catherine deu à luz um rapaz, que entregou para adoção. Olivia conhece a identidade do pai, Alexander Gannon, que acabou por se tornar um médico de renome a nível mundial, cientista e inventor, detentor de patentes médicas. Hoje, duas gerações mais tarde, Monica Farrell, uma pediatra de trinta e um anos, neta de Catherine, é a herdeira legítima do que resta da fortuna familiar. Mas, ao contar a Monica quem ela é na verdade, Olivia estaria a trair o desejo de Catherine, revelando a história por trás das origens dela. A fortuna dos Gannon está a ser esbanjada pelos sobrinhos de Alex e pelos restantes membros da Fundação Gannon, que camuflam o seu estilo de vida exuberante com filantropia. As únicas pessoas que conhecem a escolha iminente de Olivia são as mesma que exploram a herança. E algumas delas farão tudo para silenciar Olivia…

Opinião:

Mary Higgins Clark faz este ano, precisamente na véspera de natal, 90 anos! Esta escritora contemporânea norte-americana é autora de vários bestsellers em todo o mundo. É uma escritora cuja narrativa se destaca pela sua estrutura e maneira sofisticada de descrever as suas personagens.

Este livro apresenta mais um thriller apaixonante, narrado de forma aliciante e cheio de suspense! A autora junta temas fortes e controversos de uma forma simples e perspicaz, tais como a religião, a ciência, a inocência de uma criança e a luta pelo poder e influência. A bondade e a ajuda de terceiros prevalece sempre ao longo da história, como se forças maiores guiassem a trama para onde todos os leitores esperam.

As páginas deste livro passaram de uma forma que nem me apercebi. Penso que o vento desta estação poderá ter tido ligeira influência (lol) ou então o tempo parou (acontece-me com frequência!) e mergulhei, de forma insólita, neste romance tão bem escrito por Clark. Desde a ternura da pequena bebé Sally, ao encantador tímido Dr. Jenner, à determinada Dr.ª Monica e à amorosa Sr.ª Olivia de 82 anos, todas estas personagens, e muitas mais, preencheram momentos de leitura muito agradáveis. Adoro Mary Higgins Clark! E adorei este livro!

Classificação: 5*

Também li desta escritora:

    

Lar doce Lar

Deixa-me Chamar-te meu Amor!

Onde Estão as Crianças?

Recordação Perigosa

Os Anos Perdidos

Opinião: Os Anos Perdidos de Mary Higgins Clark

 

Livro: Os Anos Perdidos (Alvirah and Willy #9)

Autora: Mary Higgins Clark

Páginas: 364

Sinopse: Jonathan Lyons é um estudioso da Bíblia e julga ter encontrado uma relíquia inimaginável: uma carta em papiro que pode ter sido escrita pelo próprio Jesus Cristo. Roubada da Biblioteca do Vaticano no século XVI, pensava-se que estava perdida para sempre.
Agora, sempre com um pedido de sigilo, consegue confirmar a sua descoberta junto de vários especialistas. Mas confidencia também a um amigo de família a suspeita de que uma pessoa que em tempos foi da sua confiança queira agora vender o artefacto para fazer muito dinheiro.

Passados poucos dias, Jonathan é encontrado morto no seu estúdio. Na mesma altura, a sua mulher, Kathleen, que sofre de Alzheimer, também é encontrada, escondida no guarda-roupa, a balbuciar palavras sem sentido e segurando a arma do crime. Apesar da demência, Kathleen sabia que o marido tinha há muito tempo um caso com outra mulher. 
Terá ela matado o marido num acesso de ciúmes, como alega a polícia? Ou estará a morte dele relacionada com uma pergunta mais ampla: Quem tem em, sua posse o pergaminho de valor incalculável que agora desapareceu?
Caberá à filha de ambos, Mariah, ilibar a mãe das acusações de homicídio e desvendar o verdadeiro mistério que se esconde por detrás da morte do pai.

Opinião:

Sou uma grande fã de Mary Higgins Clark e só após alguma pesquisa percebi que este livro é o nono volume de uma série com o casal – divertido e afetuoso – Alvirah e Willy. Contudo, mesmo para quem não leu nenhum dos outros livros (como é o meu caso), a história é facilmente perceptível, pois os protagonistas são personagens novas, tendo Alvirah e Willy um papel de ajuda e apoio na investigação que se apresenta.

A escrita de Mary Higgins Clark é sempre muito clara, fluída e com um “toque de classe” que não sei explicar. Sinto algumas semelhanças na estrutura da narrativa, com a escritora Agatha Christie, que também adoro! Este livro em particular apresenta-nos um drama familiar, com mistério e um pouco de história à mistura. De uma forma muito subtil a escritora consegue fornecer alguns pormenores históricos, o que contribui para a riqueza da trama.

Um excelente livro para os apreciadores de um bom mistério e simultaneamente de uma horas aprazíveis de leitura, com personagens bem construídas e uma história muito bem escrita. Gostei muito!

Classificação: 4*

Também li desta escritora:

   

Lar doce lar

Deixa-me chamar-te meu amor

Onde estão as crianças?

Recordação Perigosa

Opinião: Deixa-me Chamar-te Meu Amor de Mary Higgins Clark

 

Livro: Deixa-me Chamar-te Meu Amorlet me call you sweetheart

Autora: Mary Higgins Clark

Páginas: 307

Sinopse: Kerry McGrath é uma delegada do Ministério Público dedicada e uma mãe carinhosa. Quando a filha se vê envolvida num acidente de viação que lhe desfigura o rosto, Kerry fica aliviada ao saber que o cirurgião plástico que a assite é o eminente Dr. Charles Smith. Mas depois Kerry apercebe-se de uma coisa bizarra: duas das pacientes de Smith ostentam estranhas semelhanças com Suzanne Reardon, uma jovem assassinada onze anos antes. Por que motivo anda o Dr. Smith a criar sósias de uma vítima de homicídio? .

Opinião:

Chamam-lhe “A Rainha do Suspense” e não é por acaso! Mary Higgins Clark tem o seu própriosétimo papiro wilbur Smith ADN. O seu registo incontornável. A sua marca distinta e irrefutável. Sou uma fã – como já devem ter percebido pela breve introdução – das suas obras cheias de mistério.

Esta história faz parte de um livro do Reader’s Digest e trata-se de uma edição antiga disponibilizada ao público através deste formato. É uma história arrepiante de obsessão, com uma protagonista feminina forte e perspicaz (uma característica predominante nos seus livros e que tanto aprecio).

A sua escrita tem um certo grau de “distinção”. Quase como se pertencesse a uma outra “elite” de escritores. O final da história foi, como sempre, surpreendente. O assassino é sempre quem menos esperamos e Mary Higgins Clark conseguiu criar suspense e dúvida até ao último capítulo!

Adorei e recomendo!

Classificação: 5*

Ofertas maravilhosas

As minhas estantes ficaram mais cheias com umas ofertas maravilhosas.

Muito Obrigada Zezinha 🙂

Aqui ficam alguns dos exemplares:

seleção readers digest

Livros do Reader’s Digest, com histórias de vários escritores maravilhosos como Mary Higgins Clark, John Grisham, Robert James Walter, entre outros. Já estão na minha lista de leituras!

crónica dos bons malandros

Mário Zambujal é um escritor e jornalista português muito conhecido. Esta vai ser uma oportunidade de conhecer melhor o seu trabalho.

o quinto cavaleiro

O Quinto Cavaleiro de Dominique Lapierre e Larry Collins tem uma sinopse muito interessante e que promete. Pelo que pesquisei, é uma edição de 1980.

vida e obra de eça de queirós

Vida e Obra de Eça de Queirós de João Gaspar Simões. Eça de Queirós é autor do livro Os Maias, um dos meus livros portugueses preferidos. Este livro reúne uma série de informação sobre o escritor e as suas obras.

O Homem Disfarçado e Estamos no Vento de Fernando Namora e Vida depois da Vida de Raymond A. Moody Jr. foram outras adições. E ainda umas edições com história da Arte que irá deliciar a minha curiosidade nesta área.

Adorei! Obrigado, mais uma vez, Zezinha 🙂

Beijos a todos e Boa Quinta-Feira 🙂

Opinião: Recordação Perigosa de Mary Higgins Clark

 

Livro: Recordação Perigosarecordação perigosa

Autora: Mary Higgins Clark

Páginas: 314

Sinopse: No centro deste romance está Kay Lansing filha de um paisagista da poderosa família Carrington. A mansão da família tem uma capela secreta e um dia Kay com 6 anos descobre a capela. Aí ouve uma discussão entre um homem e uma mulher. O homem chantageia a mulher e diz-lhe que será a última vez. Nessa mesma noite numa festa dada pela família desaparece uma convidada… 

Opinião:

Recordação Perigosa é mais uma obra da aclamada escritora norte-americana: Mary Higgins Clark! Este é o terceiro livro que leio desta escritora e, começo a perceber a sua linha de trabalho e a forma como conduz as suas histórias cheias de suspense e mistério. A sua escrita neste livro é algo fria e compassada. É difícil criar empatia com alguma das personagens que nos são apresentadas – excepto Kay – o que faz com que todos sejam suspeitos. E o mais curioso é que todos parecem saber de algo que pode influenciar a descoberta do assassino, mas ninguém diz nada.

Kay, uma simples bibliotecária, casa com Peter Carrington, um dos homens mais ricos dos EUA, mas com um passado muito negro e sombrio. Este é acusado de três homicídios e todos os indícios apontam para que tenha sido ele a executar os assassinatos. Peter é rodeado por uma série de personagens que “aparentemente” lhe querem bem e fazem parte da família. Para além de tudo isto, Kay descobre que o seu marido é sonâmbulo

Uma história de suspense, com pequenos indícios nas entrelinhas. A escritora consegue criar, de forma gradual, um enigma que envolve praticamente todas as personagens e um final muito empolgante. Gostei Muito e Recomendo!

 

 

Empréstimos Novos

A minha estante está mais cheia com novos empréstimos 🙂

melodia do amor o juramentodragao

A Melodia do Amor  vai ser o segundo livro que vou ler da escritora Lesley Pearse. Gostei muito do livro Sonhos Proibidos que li dela o ano passado, e estou com expectativas altas quanto a este.

P.C.Cast e Kristin Cast já são minhas “conhecidas” e este Juramento de Dragão promete ser um complemento especial da tão conhecida saga da Casa da Noite.

A_TEIA

A Teia de Jonathan Kellerman tem uma sinopse muito cativante e vai ser, talvez, o primeiro, desta lista enorme de empréstimos, a ser lido. Parece-me um thriller com suspense à mistura. Estou curiosa!

o_exorcista

Esta capa mete-me medo! Não sei se vou conseguir ler este livro … mas curiosa como sou, talvez não consiga resistir! Tenho é que tapar a capa, pois a imagem causa-me arrepios … Ah, e vou tentar não ler de noite … lol

O Lago dos Sonhos

O Lago dos Sonhos de Kim Edwards tem uma capa lindíssima, e apesar de não conhecer a escritora, a sinopse é muito cativante e promete!

recordação perigosa uma atração impossível

Mary Higgins Clark tornou-se, recentemente, uma das minhas escritoras de eleição. Não sei porquê mas tem qualquer coisa de especial. Recordação Perigosa tem uma sinopse que me vai fazer pegar nele muito em breve.

E para terminar nada melhor que um romance! Uma Atração Impossível da escritora da Harlequin, Brenda Joyce, promete momentos de leitura com muito amor e romance 🙂 Ideal para tornar o mês que se avizinha mais doce!

Beijos a todos e Bom Fim-se-Semana 🙂