Opinião: A Cor do Fogo de Nora Roberts

 

Livro: A Cor do Fogo (Livro 3 – Trilogia Ilha das Três Irmãs)a cor do fogo

Autora: Nora Roberts

Páginas: 320

Sinopse: Mia Devlin sabe o que é amar alguém de todo o coração, e depois ver esse alguém partir, sem olhar para trás. Há muitos anos atrás, ela e Sam Logan partilharam laços incrivelmente fortes, construídos por paixão e fortalecidos por magia. Mas, um dia, ele fugiu da Ilha das Três Irmãs, deixando-a sozinha e perdida em dolorosas lembranças. Foi então que Mia decidiu que nunca mais ia amar.
Agora, cansado do mundo e saudoso de casa, Sam regressa à ilha com um único objectivo: reconquistar o amor da sua juventude. Mas o que encontra já não é uma rapariga apaixonada. É uma mulher adulta, independente e magoada. E apesar da química entre eles continuar a ser verdadeira, Mia recusa-se a aceitar que ainda exista amor no seu coração.
Mas a Ilha das Três Irmãs tem tanto de belo como de sombrio. E para desfazer uma terrível maldição com vários séculos, Mia vai precisar da ajuda de Sam, e aprender que, por vezes, só o amor pode fazer frente às trevas.

Opinião: 

A conclusão da maravilhosa trilogia da Ilha das Três Irmãs apresenta A Cor do Fogo, onde acompanhamos a história da misteriosa e solitária Mia Devlin e do – tão falado nos livros anteriores – Sam Logan.

Nell representa a coragem, Ripley a justiça e Mia a Vida. Nell e Ripley conseguiram cumprir, nos livros anteriores, os seus objectivos e prevalecer acima das energias negativas. Neste acompanhamos não só a conclusão da história mas também o sucesso, ou não, de Mia na sua missão perante armadilhas ocultas no coração da ilha.

A relação entre Mia e Sam é, talvez, das três histórias a mais complicada pois envolve sentimentos não resolvidos do passado. Mia e Sam conhecem-se desde sempre e namoraram na adolescência, tendo a relação terminado por opção de Sam, quando este decidiu mudar de vida e de cidade. Onze anos depois ele volta à ilha e tenta construir a sua vida de novo, o que inclui reconquistar a confiança e o coração de Mia. Uma das surpresas da história foi precisamente relativamente a Sam e ao papel que este representa na resolução e conclusão da terrível maldição.

Gostei muito de voltar a rever Nell e Zach e Ripley e Mac. Este é um dos aspectos que gosto desta escritora: o facto de nos manter a par das vidas de personagens conhecidas em livros anteriores. Faz com que haja um sentimento de familiaridade para com as personagens e com a própria história. É muito romântico! Gostei muito!

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s