Opinião: A Voz de Juliet Marillier

 

Livro: A Voz (Livro 3, Shadowfell)A Voz -juliet marillier

Autora: Juliet Marillier

Páginas: 456

Sinopse: A surpreendente conclusão da trilogia que começou com Shadowfell, cheia de romance, intriga e magia.
Há um ano, Neryn nada tinha a não ser um Dom Iluminado que mal compreendia e o sonho vago de que a mítica base rebelde de Shadowfell pudesse ser real. Agora, é a arma secreta dos Rebeldes e a sua grande esperança de fazerem vingar essa revolta secreta contra o rei Keldec, que terá lugar no dia do Solstício de Verão. O destino de Alban está nas suas mãos. Entretanto, Flint, o homem por quem se apaixonou, está no limite das suas forças enquanto espião na corte do rei e acumulam-se as suspeitas da sua traição.
Em jogo, está a liberdade do povo de Alban, a possibilidade de os Boa Gente saírem dos esconderijos e a oportunidade de Flint e Neryn se unirem finalmente.

Opinião:

Este é o terceiro e último livro da trilogia Shadowfell da escritora Juliet Marillier. Eu adoro esta escritora mas este livro, em específico, não me cativou tanto, como os anteriores. Senti alguma dificuldade, no início,  em “entrar” na história, talvez porque já passou algum tempo desde que li o segundo livro e algumas coisas não estavam tão presentes na minha memória. A segunda parte, conteve mais acção e foi mais apelativa de ler, na minha perspectiva.

Tive pena que o romance entre  Neryn e Flint não fosse mais aprofundado. Senti que durante estes três livros, apesar de terem momentos muito românticos em conjunto, estiveram muito separados pelas circunstâncias da história e deixou-me um pouco insatisfeita nesta área. Apesar do final ter sido muito bonito. Tenho de deixar uma nota positiva para a capa deste livro que é lindíssima!

Opinião: O Voo do Corvo de Juliet Marillier

 

Livro: O Voo do Corvo (Livro 2 – Série Shadowfell)o voo do corvo juliet marillier

Autora: Juliet Marillier

Páginas: 400

Sinopse: Depois de concluir a sua longa e árdua viagem até à base dos Rebeldes em Shadowfell, Neryn tornou-se uma parte vital da rebelião contra o tirânico rei Keldec. Cada passo que dá no sentido de aperfeiçoar os seus dons e afirmar-se como uma Voz poderosa e única na sua geração leva-os mais perto da meta pretendida. Mas, primeiro, Neryn terá de procurar os Guardiães das quatro Vigias para completar o seu treino e o tempo escasseia. Entretanto, Flint, o espião rebelde por quem se apaixonou, foi de novo chamado à corte de Keldec. O laço que os une é tão forte que, mesmo à distância, se procuram em sonhos, partilhando momentos preciosos – ainda que inquietantes – da vida um do outro. 

Os Rebeldes vêem com desconfiança este novo amor. Permitir que a emoção se sobreponha à lógica fria do movimento pode pôr tudo em risco. No fim, o amor poderá revelar-se a força motriz da esperança ou a brecha traiçoeira na armadura da rebelião.

Opinião:

Sou uma fiel seguidora dos livros de Juliet Marillier! Tenho um lugar especial na minha estante para todos os seus livros! Este é o segundo volume da saga Shadowfell e o mais recente livro desta autora a ser editado em Portugal! A capa é lindíssima, com uma imagem misteriosa e suave nas suas cores.

Neste livro temos a continuação e o desenrolar da trama iniciada no primeiro livro por Neryn, Flint/Owen, e por novos personagens que vamos conhecendo ao longo da história. Desta vez Neryn não está sozinha na sua jornada, é acompanhada por Tali, uma guerreira que ficámos a conhecer no final do primeiro livro e uma personagem importante na viagem que ambas vão realizar.

Enquanto Neryn e Tali tentam cumprir os objectivos da sua jornada, Flint/Owen vê-se confrontado entre o poder do Rei a quem serve, e o coração rebelde que o define. O final foi algo alarmante e incompleto. Houve uma morte, um regresso, uma fuga. Tudo acontecimentos que eu não adivinharia no início do livro e que mudam o rumo da história. Ficou muita coisa por contar, por perceber. Estou muito curiosa com o que vai acontecer e mal posso esperar que o próximo livro seja publicado em Portugal. Adorei!