Opinião: Uma Mensagem de Esperança dos Anjos de Lorna Byrne

 

Livro: Uma Mensagem de Esperança dos Anjos

Autora: Lorna Byrne

Páginas: 208

Sinopse: «Ultimamente, tenho visto muitos anjos a iluminar as pessoas, ajudando a encorajá-las. Vivemos tempos difíceis, mas vejo à minha volta muitas coisas que me enchem de esperança e, com este livro, quero transmitir-vos estas mensagens de esperança.»
Lorna Byrne vê anjos. Vê-os com a mesma clareza com que nós vemos as outras pessoas, e fala com eles todos os dias. Foi só ao escrever a sua autobiografia, “Anjos nos Meus Cabelos”, que revelou esta sua incrível habilidade. O livro foi um best-seller internacional e tornou-a uma das autoras de maior renome no campo da espiritualidade. Agora, em “Uma Mensagem de Esperança dos Anjos”, Lorna Byrne oferece o conforto de sabermos que todos nós temos anjos da guarda que nos apoiam nos desafios do quotidiano, e revela como podemos invocar a sua ajuda para superar as principais dificuldades com que nos deparamos, tais como a solidão, a depressão, o stresse ou os problemas familiares ou financeiros. Recorrendo à sabedoria que os anjos lhe transmitiram, e apresentando diversos casos de intervenção angelical no dia-a-dia, Lorna Byrne explica como podemos usar as mensagens dos anjos para ter vidas mais felizes e realizadas.

Opinião:

“O seu anjo da guarda está atrás de si a cada instante da sua vida.” Este livro comovente retrata algumas experiências da irlandesa, Lorna Byrne, que vê anjos, com a mesma distinção que vê pessoas. As mensagens neste livro tocam o coração até do leitor mais céptico e convicto. Emociona, abraça e conforta. Sentimos amor em cada palavra, em cada capítulo e no final do livro desejamos que não termine.

Este é o terceiro livro desta escritora mas é o primeiro que tenho o prazer de ler. Não será o último com certeza. Fiquei completamente rendida à escrita desta autora. Este livro em específico partilha várias histórias verídicas de pessoas e anjos com os quais Lorna teve contacto.

A mensagem fulcral deste livro é que não estamos sozinhos! Nunca! Todos nós temos um anjo da guarda. Somos amados incondicionalmente por Deus e pelos Anjos. Um livro que partilha orações lindíssimas e ajuda quem necessite de uma fonte de esperança, para quem está a passar por uma depressão ou necessite simplesmente de um incentivo para ver a vida com outros olhos. Com olhos de amor. É um livro simplesmente maravilhoso! Espero ler mais livros desta escritora.  Adorei!

Classificação: 6*

Opinião: O Mar de Ferro de George R. R. Martin

 

Livro: O Mar de Ferro ( Livro VIII, Saga As Crónicas de Gelo e Fogo)

Autor: George R.R.Martin

Páginas: 320

Sinopse: Quando Euron Greyjoy consegue ser escolhido como rei das Ilhas de Ferro não são só as ilhas que tremem. O Olho de Corvo tem o objectivo declarado de conquistar Westeros. E o seu povo parece acreditar nele. Mas será ele capaz?
Em Porto Real, Cersei enreda-se cada vez mais nas teias da corte. Desprovida do apoio da família, e rodeada por um conselho que ela própria considera incapaz, é ainda confrontada com a presença ameaçadora de uma nova corrente militante da Fé. Como se desenvencilhará de um tal enredo?
A guerra está prestes a terminar mas as terras fluviais continuam assoladas por bandos de salteadores. Apesar da morte do Jovem Lobo, Correrrio ainda resiste ao poderio dos Lannister, e Jaime parte para conquistar o baluarte dos Tully. O mesmo Jaime que jurara solenemente a Catelyn Stark não voltar a pegar em armas contra os Tully ou os Stark. Mas todos sabem que o Regicida é um homem sem honra. Ou não será bem assim?

Opinião:

Este é o oitavo volume da saga As Crónicas de Gelo e Fogo de George R.R.Martin e a sua acção decorre maioritariamente em Porto Real. Neste oitavo volume só temos o relato de algumas das personagens que tanto amamos/detestamos nesta saga.  No próximo livro (A Dança dos Dragões), de acordo com uma nota final do autor, teremos o relato dos restantes personagens que não foram abordados neste livro. Pelos vistos o livro inicial era tão grande que o autor teve que o dividir em dois livros.

Neste volume temos os relatos de Cercei (mais amorosamente malvada do que nunca e cujas artimanhas lhe trazem consequências e reviravoltas inesperadas), Jaime (o anti-herói que surpreende a cada livro), Brienne (que se confronta com um adversário – repugnante- nunca antes visto nesta saga e tem um encontro do “outro mundo”, com alguém que julgávamos estar morto(a)!!!), Sansa e Arya (com nomes e personalidades totalmente diferentes daquelas que conhecemos inicialmente) e Samuel Tarly (dentro de um navio, com um objectivo e propósito muito definidos).

George R.R.Martin volta a transportar-nos para o seu mundo fantástico de gelo e fogo com personagens ricas e uma trama deveras intensa. Gostei muito e espero ler o próximo volume em breve!

Classificação: 4*

Também li deste autor:

Livro 1 – A Guerra dos Tronos

Livro 2 – A Muralha de Gelo

Livro 3 – A Fúria dos Reis

Livro 4 – O Despertar da Magia

Livro 5 – A Tormenta de Espadas

Livro 6 – A Glória dos Traidores

Livro 7 – O Festim dos Corvos

Opinião: Os Caminhos da Alma de James Van Praagh

 

Livro: Os Caminhos da Alma – Viagens Entre o Céu e a Terra

Autor: James Van Praagh

Páginas: 201

Sinopse: Este livro destina-se a todos aqueles que já se interrogaram de onde vêm, porque estão aqui e para onde irão quando morrerem.
Ao partilhar as experiências de comunicação com o mundo espiritual, obtidas ao longo dos últimos trinta anos, James Van Praagh vai conduzi-lo à descoberta dos desígnios da sua alma e à exploração dos caminhos por ela percorridos nos mundos terreno e espiritual.
Em Os Caminhos da Alma, James Van Praagh oferece respostas para as questões mais importantes sobre a vida além do mundo material, incluindo:
– O que é a alma?
– O que acontece ao nosso espírito quando morremos?
– Como se processa a reencarnação?
– Que lições aprende a nossa alma quando retorna ao mundo terreno, e como podemos nós reconhecê-las?
“Os Caminhos da Alma: Viagens Entre o Céu e a Terra” é um incrível guia que irá ajudá-lo a compreender a complexidade da sua alma e a viver a vida de acordo com o destino que para ela está traçado: trilhar o caminho do amor.

Opinião:

“Por isso, fica em paz com Deus, como quer que O concebas, e sejam quais forem as tuas dificuldades e aspirações, na confusão barulhenta da vida, fica em paz com a tua alma.” Este é um pequeno excerto do poema Desiderata partilhado pelo autor no final deste livro. O poema (ou texto de reflexão, como lhe queiram chamar) tem uma mensagem lindíssima, assim como o conteúdo deste livro.

James Van Praagh é um dos médiuns mais conceituados do mundo (com quase 30 anos de experiência) e aborda neste livro vários temas relacionados com a Alma, tais como consciência, poder do pensamento, as lições e escolhas da alma e o mundo espiritual. É um livro com uma mensagem muito positiva e partilha no final, não só o poema Desiderata na íntegra, como várias meditações guiadas.

Saliento a capa lindíssima deste livro. De notar alguns conceitos arrojados e desafiantes apresentados pelo autor para tornar esta experiência terrena mais enriquecedora para a Alma e partilha, também, algumas experiências pessoais ao longos dos anos. Uma leitura interessante e de reflexão!

Classificação: 3*

Também li deste autor:

Conversas com o Céu

Li este livro no início de 2013. Antes de ter criado o blogue, por isso não tenho opinião aqui exposta. Contudo, foi um dos primeiros livros que li neste âmbito, com esta abordagem espiritual, e que me deixou muito curiosa para estes temas no geral. Um livro muito revelador e inspirador!

Opinião: A Hora do Vampiro de Stephen King

 

Livro: A Hora do Vampiro

Autor: Stephen King

Páginas: 516

Sinopse: Ben Mears, um escritor de sucesso, regressa ao Lote de Jerusalém (também conhecido como Lote de ‘Salém), no Maine, para escrever um livro acerca da casa que o assombra desde criança. Ao chegar à sua cidade natal, depara-se com um cenário de pesadelo: a cidade, isolada, está infestada de vampiros, que espalham o caos e a morte. na esperança de conseguir travá-los, Ben Mears consegue reunir um pequeno grupo de pessoas para combater o Mal que invadiu a cidade.

Opinião:

Quando juntamos terror, vampiros e Stephen King é a receita para umas horas de leitura insaciável. Existe algo de muito especial na escrita deste brilhante autor. É apelidado, por muitos, como o “mestre do terror” e neste livro faz jus a esse nome.

A sua narrativa é muito bem construída, onde tudo tem uma ligação, por mais insignificante que pareça. Rapidamente mergulhamos neste mundo imaginário de King e o tempo parece que voa e desaparece mediante o compasso das páginas desta obra. As suas personagens brilham de forma individual e todas elas (mesmo as mais secundárias) têm uma história e uma base que estabelecem uma ligação de empatia com o leitor.

As cenas de suspense e horror estão muito bem delineadas. Senti, por vezes, que estava a ver um filme, pela qualidade da sua escrita. Mais uma vez adorei ler Stephen King. Este livro é fantástico. Recomendo a todos os que gostam de uma boa história de terror!

Classificação: 6*

Também li deste autor:

O Retrato de Rose Madder (Opinião aqui)

A Metade Sombria (Opinião aqui)

 

Opinião: O Vórtice de Esther e Jerry Hicks

 

Livro: O Vórtice

Autores: Esther e Jerry Hicks

Páginas: 264

Sinopse: Este livro desvenda uma miríade de falsas premissas que estão na raiz de todo e qualquer problema relacional e conduz-nos para uma compreensão clara do funcionamento do poderoso Vórtice criativo que atrai e encadeia os relacionamentos que desejamos. Abraham explica-nos como se entra nesse Vórtice, onde encontraremos tudo e todos os que procuramos.

Opinião:

Este livro apresenta o trabalho de Esther e Jerry Hicks que se baseia nos ensinamentos de Abraham, um grupo de mestres não-físicos que se manifestam através de Esther. Sucintamente, fala no papel da poderosa Lei da Atracção em todas as áreas da nossa vida, mediante os nossos pensamentos, desejos e emoções.

Trata-se de um livro com um conceito arrojado e uma linguagem muito específica, o que obriga a uma leitura mais cuidada e pausada para um entendimento completo da mensagem transcrita. O livro apresenta “como criamos e atraímos todas as relações pessoais” quer de forma voluntária ou involuntária.

Um livro que mistura conceitos de metafísica, espiritualidade e livre-arbítrio. A mensagem base é que “criamos a nossa realidade” através das nossas crenças, pensamentos e emoções. Contempla uma mensagem intrínseca de esperança e de poder interior, numa perspectiva de que sempre podemos melhorar a nossa vida, independente das condições e circunstâncias que nos rodeiam. Um livro diferente, excêntrico e revelador!

Classificação: 3*

Opinião: NYPD Red, À Margem da Lei de James Patterson e Marshal Karp

 

Livro: NYPD Red, À Margem da Lei (Livro 2, NYPD Red)

Autores: James Patterson e Marshal Karp

Páginas: 336

Sinopse: A NYPD Red enfrenta agora o seu inimigo mais perigoso de sempre.
Há um serial killer à solta em Nova Iorque, perseguindo e assassinando criminosos que conseguiram escapar à Justiça. À medida que o número de vítimas deste justiceiro por conta própria aumenta, cada vez mais nova-iorquinos o apoiam.
O detetive Zach Jordan e a sua parceira Kylie MacDonald são destacados para o caso quando mais uma pessoa, uma mulher ligada à campanha eleitoral de um dos candidatos à Câmara de Nova Iorque, é assassinada. Zach e Kylie têm de descobrir quais são as verdadeiras motivações deste assassino, uma vez que por detrás deste último crime se escondem segredos da ordem da vida pública e privada. No entanto, Kylie tem agido de forma estranha, e Zach teme que o que quer que se esteja a passar com a sua parceira possa pôr em risco o maior caso das suas carreiras.

Opinião:

Este é o segundo volume da série NYPD Red criada pelo autor best-seller James Patterson e pelo argumentista e escritor Marshall Karp. Neste livro voltamos a encontrar os agentes Zach Jordan e Kylie MacDonald com as suas personalidades distintas e marcantes. Desta vez, perseguem um assassino (ou um grupo de assassinos) que poderá estar mais perto deles do que inicialmente previsto.

Esta é uma série, muito interessante, cuja unidade de detectives se centra na resolução de casos criminais das mais altas figuras da sociedade. Existem, por vezes, interesses políticos e sociais envolvidos nos seus casos e este é um deles.

Ao longo da narrativa temos um vislumbre das vidas pessoais de ambos os detectives e também dos próprios antagonistas da história. A escrita é concisa, perspicaz e cheia de acção. Penso que já tinha mencionado antes, mas as semelhanças com as séries televisivas do “tipo CSI” é evidente. Por vezes, parece que estamos a ver um filme. Gostei e recomendo a todos os que gostam de um bom policial.

Classificação: 3*

O primeiro volume desta série:

NYPD Red (Opinião)

Opinião: Sozinhos na Ilha de Tracey Garvis Graves

 

Livro: Sozinhos na Ilha (#1, On the Island)sozinhos-na-ilha

Autora: Tracey Garvis Graves

Páginas: 352

Sinopse: Uma ilha deserta plena de sol, vegetação luxuriante e mar cristalino é um cenário de sonho. Ou talvez não… Anna Emerson decide quebrar a sua rotina e deixar Chicago para dar aulas numa ilha tropical. Por seu lado, T. J. Callahan só quer voltar a ter uma vida normal após a sua luta contra o cancro. Mas os pais empurram-no para umas férias num destino exótico. Anna e T. J. estão a sobrevoar as ilhas das Maldivas a bordo de um pequeno avião quando o impensável acontece: o aparelho despenha-se no mar infestado de tubarões. Conseguem chegar a uma ilha deserta. Sãos e salvos, festejam e aguardam, convictos de que serão encontrados em breve. Ao início, preocupam-se apenas com a sobrevivência imediata e imaginam como será contar tamanha aventura aos amigos. Nunca a citadina Anna se imaginou a caçar para comer. T. J. dá por si a lutar com um tubarão e a ser acolhido por simpáticos golfinhos. Os dois jovens descobrem-se timidamente e exploram a ilha. Mas à medida que os dias se transformam em semanas, e depois em meses, as hipóteses de serem salvos são cada vez menores. Ambos têm sonhos por cumprir e vidas por retomar, e é cada vez mais difícil evitar a grande questão: conseguirão um dia sair daquela ilha?

Opinião:

Este é o primeiro romance da norte-americana Tracey Garvis-Graves e foi um sucesso mundial, tendo já uma adaptação cinematográfica. O romance transporta-nos para uma ilha deserta onde dois desconhecidos, após um acidente de aviação, se deparam com um cenário exótico e de sonho mas, simultaneamente, vêem-se isolados e privados de bens essenciais à sobrevivência humana.

As condições precárias de sobrevivência na ilha reflectem a importância de certos bens que temos no dia-a-dia (água potável, comida, roupa e abrigo) que nos passam despercebidos devido à facilidade de acesso e que em condições extremas – como as relatadas no livro – se tornam as maiores bênçãos possíveis. O romance de Anna e T.J. surge, de forma natural e gradual, cativando o leitor ao longo da trama. É um romance que desafia preconceitos sociais. Com alguma inocência e espontaneidade à mistura. É, simplesmente uma delícia!

A narrativa é fluída e muito bem construída. Os capítulos são sucintos e dividem-se entre as perspectivas de Anna e T.J. O final do livro foi muito bom, com algumas lágrimas à mistura (já não tenho emenda 🙂 ). Uma história muito agradável de se ler, com acção e muitos momentos de magia à mistura. Recomendo!

Classificação: 5*