Opinião: NYPD Red, À Margem da Lei de James Patterson e Marshal Karp

 

Livro: NYPD Red, À Margem da Lei (Livro 2, NYPD Red)

Autores: James Patterson e Marshal Karp

Páginas: 336

Sinopse: A NYPD Red enfrenta agora o seu inimigo mais perigoso de sempre.
Há um serial killer à solta em Nova Iorque, perseguindo e assassinando criminosos que conseguiram escapar à Justiça. À medida que o número de vítimas deste justiceiro por conta própria aumenta, cada vez mais nova-iorquinos o apoiam.
O detetive Zach Jordan e a sua parceira Kylie MacDonald são destacados para o caso quando mais uma pessoa, uma mulher ligada à campanha eleitoral de um dos candidatos à Câmara de Nova Iorque, é assassinada. Zach e Kylie têm de descobrir quais são as verdadeiras motivações deste assassino, uma vez que por detrás deste último crime se escondem segredos da ordem da vida pública e privada. No entanto, Kylie tem agido de forma estranha, e Zach teme que o que quer que se esteja a passar com a sua parceira possa pôr em risco o maior caso das suas carreiras.

Opinião:

Este é o segundo volume da série NYPD Red criada pelo autor best-seller James Patterson e pelo argumentista e escritor Marshall Karp. Neste livro voltamos a encontrar os agentes Zach Jordan e Kylie MacDonald com as suas personalidades distintas e marcantes. Desta vez, perseguem um assassino (ou um grupo de assassinos) que poderá estar mais perto deles do que inicialmente previsto.

Esta é uma série, muito interessante, cuja unidade de detectives se centra na resolução de casos criminais das mais altas figuras da sociedade. Existem, por vezes, interesses políticos e sociais envolvidos nos seus casos e este é um deles.

Ao longo da narrativa temos um vislumbre das vidas pessoais de ambos os detectives e também dos próprios antagonistas da história. A escrita é concisa, perspicaz e cheia de acção. Penso que já tinha mencionado antes, mas as semelhanças com as séries televisivas do “tipo CSI” é evidente. Por vezes, parece que estamos a ver um filme. Gostei e recomendo a todos os que gostam de um bom policial.

Classificação: 3*

O primeiro volume desta série:

NYPD Red (Opinião)

Opinião: Sozinhos na Ilha de Tracey Garvis Graves

 

Livro: Sozinhos na Ilha (#1, On the Island)sozinhos-na-ilha

Autora: Tracey Garvis Graves

Páginas: 352

Sinopse: Uma ilha deserta plena de sol, vegetação luxuriante e mar cristalino é um cenário de sonho. Ou talvez não… Anna Emerson decide quebrar a sua rotina e deixar Chicago para dar aulas numa ilha tropical. Por seu lado, T. J. Callahan só quer voltar a ter uma vida normal após a sua luta contra o cancro. Mas os pais empurram-no para umas férias num destino exótico. Anna e T. J. estão a sobrevoar as ilhas das Maldivas a bordo de um pequeno avião quando o impensável acontece: o aparelho despenha-se no mar infestado de tubarões. Conseguem chegar a uma ilha deserta. Sãos e salvos, festejam e aguardam, convictos de que serão encontrados em breve. Ao início, preocupam-se apenas com a sobrevivência imediata e imaginam como será contar tamanha aventura aos amigos. Nunca a citadina Anna se imaginou a caçar para comer. T. J. dá por si a lutar com um tubarão e a ser acolhido por simpáticos golfinhos. Os dois jovens descobrem-se timidamente e exploram a ilha. Mas à medida que os dias se transformam em semanas, e depois em meses, as hipóteses de serem salvos são cada vez menores. Ambos têm sonhos por cumprir e vidas por retomar, e é cada vez mais difícil evitar a grande questão: conseguirão um dia sair daquela ilha?

Opinião:

Este é o primeiro romance da norte-americana Tracey Garvis-Graves e foi um sucesso mundial, tendo já uma adaptação cinematográfica. O romance transporta-nos para uma ilha deserta onde dois desconhecidos, após um acidente de aviação, se deparam com um cenário exótico e de sonho mas, simultaneamente, vêem-se isolados e privados de bens essenciais à sobrevivência humana.

As condições precárias de sobrevivência na ilha reflectem a importância de certos bens que temos no dia-a-dia (água potável, comida, roupa e abrigo) que nos passam despercebidos devido à facilidade de acesso e que em condições extremas – como as relatadas no livro – se tornam as maiores bênçãos possíveis. O romance de Anna e T.J. surge, de forma natural e gradual, cativando o leitor ao longo da trama. É um romance que desafia preconceitos sociais. Com alguma inocência e espontaneidade à mistura. É, simplesmente uma delícia!

A narrativa é fluída e muito bem construída. Os capítulos são sucintos e dividem-se entre as perspectivas de Anna e T.J. O final do livro foi muito bom, com algumas lágrimas à mistura (já não tenho emenda 🙂 ). Uma história muito agradável de se ler, com acção e muitos momentos de magia à mistura. Recomendo!

Classificação: 5*

Opinião: O Poder do Agora de Eckhart Tolle

 

Livro: O Poder do Agora – Guia para o Crescimento Espiritualo-poder-do-agora

Autor: Eckhart Tolle

Páginas: 267

Sinopse: Um texto que nos traz uma lição simples e singela: como usar o potencial do presente, como viver no agora. A nossa mente tende sempre a seguir um caudal de pensamentos, dirigindo-se para o passado ou para o futuro, esquecendose constantemente do presente. Mas é no presente, e na consciência do presente, que podemos encontrar a paz e a libertação. De forma prática e acessível, esta obra, uma apresentação do misticismo clássico para os tempos modernos, dá-nos a ver como aceder ao poder ilimitado do agora.

Opinião:

Eckhart Tolle é autor de vários best-sellers do New York Times e um dos conselheiros e mestres espirituais mais conceituados do mundo. Nasceu na Alemanha, mas vive actualmente em Vancouver no Canadá.

Este livro vendeu mais de 2 milhões de exemplares e apresenta um conceito de vida onde podemos estar livres de qualquer influência de experiências passadas e/ou expectativas futuras. Sendo o foco de atenção o momento presente – o Agora – pois é onde, efectivamente, nos podemos sentir livres e em paz. Sem qualquer expectativa, preocupação ou dilema. Independentemente das circunstâncias que nos rodeiam. Estamos, simplesmente, presentes neste momento. Onde somos mais que um corpo físico. Somos espírito, essência, consciência. Onde estamos junto de Deus (universo, energia criadora, ou como queiram chamar) e tudo o resto se dissolve perante um amor tão grande.

Neste livro o autor cita palavras e ensinamentos do livro A Course in Miracles (Um Curso em Milagres) e menciona Jesus e Buda, nos vários exemplos que nos dá. É um livro muito interessante, com uma mensagem desafiante e inspiradora. Recomendo!

Classificação: 3*

Também li deste autor:

um novo mundo eckhart tolle

Um Novo Mundo (Opinião)

Opinião: A Rapariga no Comboio de Paula Hawkins

 

Livro: A Rapariga no Comboioa-rapariga-no-comboio

Autora: Paula Hawkins

Páginas: 319

Sinopse: O êxito de vendas mais rápido de sempre. O livro que vai mudar para sempre o modo como vemos a vida dos outros.
Todos os dias, Rachel apanha o comboio…
No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.
Até que um dia…
Rachel assiste a algo errado com o casal… É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada. Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando as vidas de todos os envolvidos.
De leitura compulsiva, este é o thriller do momento, absorvente, perturbador e arrepiante.

Opinião:

Quando comecei a ler este livro, ainda mal tinha terminado o primeiro capítulo e percebi o porquê do sucesso estrondoso deste thriller arrepiante. A narrativa viciante, compulsiva e arrepiante são alguns dos factores de sucesso desta obra. A personagem principal é instável e nada confiável no seu comportamento, o que contribui, substancialmente, para a intriga e suspense da trama. É excelente a forma como os capítulos estão organizados, assim como a estrutura dos relatos das personagens envolvidas na história.

Esta obra possui muitas semelhanças com o romance de Gillian Flynn Em Parte Incerta. A história envolvente, a originalidade da narrativa e a forma como é apresentada, assim como os protagonistas irrisórios e suspeitos, são características que aproximam estas duas escritoras.

Com mais de dois 2 milhões de livros vendidos em apenas 3 meses este é um thriller que já foi adaptado ao cinema (ainda não tive oportunidade de assistir) e não deixa ninguém indiferente. “Prende-nos” desde a primeira página. É melancólico. Frio. Por vezes, cheio de sombras. Mas com uma escrita de muita qualidade. Recomendo!

Classificação: 5*

Opinião: Redimida de P.C.Cast e Kristin Cast

 

Livro: Redimida (Livro 12, Saga Casa da Noite)redimida

Autoras: P.C.Cast e Kristin Cast

Páginas: 365

Sinopse: Zoey Rebdird está em perigo. Isolada dos seus amigos, a jovem está determinada a encarar o castigo que merece – mesmo que tal signifique que o seu corpo rejeite a mudança e comece a definhar. Só o amor dos que lhe são próximos poderão salvá-la do vazio do seu espírito, mas um mal terrível emerge das sombras, mais poderoso que nunca…
Neferet fez-se finalmente conhecer perante os mortais, coroando-se de Deusa Negra e preparando-se para escravizar todo o mundo. Os vampyros da Casa da Noite trabalham com a polícia reagrupando os recursos que possuem, mas nada parece suficiente para vencer Neferet – a não ser que o vampyro que manipule os elementos possua também o dom de manusear Magia Antiga. Somente Zoey Redbird é herdeira de tal poder… mas devido às consequências de ter usado Magia Antiga no passado, Zoey não pode ajudar ninguém. Neste último romance da série Casa da Noite terá lugar a batalha épica entre a Luz e a Escuridão – a batalha que definirá quem será redimido… ou quem ficará perdido para sempre.

Opinião:

Este é o último livro da saga Casa da Noite e não consegui segurar a emoção nos últimos capítulos desta série. Foram doze livros de ligação a personagens, que apesar de ficcionais, fizeram parte do meu mundo imaginário e proporcionaram momentos de muita magia e humor. As autoras mantiveram a mesma estrutura de narrativa, contudo, desta vez com uma carga emotiva mais destacada e presente em quase todos os capítulos.

Rendição, perdão, amizade, amor e espírito foram algumas das mensagens presentes ao longo deste último volume. Tivemos as respostas às muitas questões que tinham ficado pendentes no livro anterior e revelações emocionantes do Outro Mundo.

É uma saga de ficção paranormal muito bem escrita, com figuras míticas e personagens únicas. É muito fácil de ler e muito acessível na sua estrutura. Recomendo a todos os que gostam deste género literário. Vou ter saudades desta saga e acima de tudo das personagens muito bem construídas por estas fantásticas escritoras. Citando uma das frases carismáticas deste livro Benditos sejam todos.

Classificação: 4*

 

Opinião: O Destino das Almas de Michael Newton

 

Livro: O Destino das Almaso-destino-das-almas

Autor: Michael Newton

Páginas: 444

Sinopse: Em O Destino das Almas, 67 pessoas relembram o seu período de vida entre vidas, através do processo de hipnoterapia do Dr. Newton. Baseado no seu trabalho de pesquisa no campo da vida depois da morte, este livro destina-se tanto aos que pela primeira vez se aventuram por estes caminhos, como aos leitores do seu primeiro livro, A Viagem das Almas.
Explore o que existe por detrás das suas próprias memórias espirituais à medida que lê as histórias dessas pessoas e aprenda pormenores fascinantes sobre o nosso objectivo na Terra: cenários espirituais para onde as almas se deslocam após a morte; guias espirituais e almas gémeas; porque escolhemos determinados corpos, etc.

Opinião:

Ler um livro espiritual escrito por um céptico convicto é algo muito interessante. Michael Newton é hipnoterapeuta tradicional e (inicialmente) um céptico relativamente a regressões metafísicas, contudo, no primeiro livro deste autor “A Viagem das Almas” os casos com os quais trabalhou, desde muito novo, demonstram a existência de algo (muito) mais do que apenas esta realidade física que conhecemos. Após o sucesso do primeiro livro surgiram muitas questões por parte dos leitores que resultaram na elaboração deste segundo volume.

Neste livro são apresentados vários casos de pacientes que, através de regressão espiritual, relatam memórias da vida depois da morte (este conceito não existe no mundo espiritual, pois a alma é imortal e eterna na sua essência). São abordados vários temas delicados, assim como assuntos mais ligeiros e inesperados para o leitor.

Um livro muito apropriado para quem tem curiosidade nestes temas espirituais. Um livro desafiador. Confortante. Com uma mensagem lindíssima de que nunca estamos sozinhos e que o amor prevalece acima de tudo. 

Classificação: 3*

Opinião: Revelada de P.C.Cast e Kristin Cast

 

Livro: Revelada (Livro 11, Saga Casa da Noite)revelada

Autoras: P.C.Cast e Kristin Cast

Páginas: 256

Sinopse: A Casa da Noite aguarda-te. Um local cheio de perigos e segredos onde os jovens marcados têm dois destinos: ou se transformam em vampyros ou morrem destroçados.Aproxima-se o grande final da série Casa da Noite. Após os acontecimentos do último volume, Neferet está mais perigosa do que nunca e a sua sede por vingança irá lançar o caos e a destruição entre os humanos. Zoey e os seus amigos têm que enfrentar, mais uma vez, a violência dos seus inimigos e salvar a Casa da Noite do pior. Conseguirá Zoey travar as ações de Neferet a tempo e evitar uma guerra em grande escala? O equilíbrio entre a Luz e as Trevas está seriamente comprometido e sacrifícios terríveis terão de ser feitos para preservar o mundo dos vampyros. Neste penúltimo volume da Casa da Noite, a eterna luta entre o Bem e o Mal chegará a um novo patamar e nada voltará a ser o mesmo.

Opinião:

Este é o penúltimo livro da saga que herdou os leitores de Crespúsculo e nos transporta para um mundo onde vampyros, humanos e outras criaturas míticas se cruzam numa eterna luta do bem contra o mal. Nesta saga este contraste entre luz e escuridão ou certo e errado nem sempre é visível. A narrativa apanha-nos sempre de surpresa, quer pelas constantes novidades no decorrer da história, quer pela escrita bem delineada e muito fluída.

Neste volume temos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a vilã Neferet e temos um vislumbre do seu percurso de vida até ao momento presente. Mostrando as inverosímeis razões desta personagem para ser uma aliada das trevas e da escuridão.

Assistimos à quebra da nossa heroína Zoey, que inadvertidamente se colocou numa situação delicada em que as suas emoções (depois de onze livros de batalhas, perdas, morte e sangue) se descontrolaram, colocando a sua posição na Casa da Noite uma incógnita.

Mais um livro muito bem escrito e fácil de ler. Espero ler o próximo (e último) volume desta saga em breve e partilhar convosco o desenrolar desta série fantástica.

Classificação: 4*