Opinião: Noite Sobre as Águas de Ken Follett

 

Livro: Noite Sobre as Águasnoite sobre as águas

Autor: Ken Follett

Páginas: 657

Sinopse: Em 1939, com a guerra a acabar de ser declarada, um grupo de pessoas privilegiadas embarca no mais luxuoso avião de sempre, o Pan American Clipper, com destino a Nova Iorque: um aristocrata britânico, um cientista alemão, um assassino e a sua escolta, uma jovem em fuga do marido e um ladrão encantador, mas sem escrúpulos. Durante trinta horas, não há escapatória possível desse palácio voador. Sobre o Atlântico, a tensão vai crescendo até finalmente explodir num clímax dramático e perigoso.

Opinião:

Ken Follett dispensa qualquer apresentação. A qualidade da sua escrita é algo garantida, seja em que género ou tema literário que o mesmo escolha abordar. Neste livro em específico, o escritor apresenta-nos um grupo de pessoas totalmente distintas entre si, mas todas elas com razões plausíveis e urgentes em voar no luxuoso avião da Pan American.

Este tipo de avião (ou hidroavião) existiu, efetivamente, no passado, mas após a segunda guerra mundial, acabou por se tornar obsoleto. Achei muito curioso o facto do escritor utilizar algo verídico para construir a sua história, tornando o seu romance mais rico e cativante. Gostei muito e recomendo!

Classificação: 4*

Anúncios

Opinião: Contagem Decrescente de Ken Follett

 

Livro: Contagem Decrescentecontagem decrescente

Autor: Ken Follett

Páginas: 496

Sinopse: 

Ano de 1958: A Guerra Fria está no auge, os soviéticos acabaram de bater os americanos nos primeiros capítulos da corrida para a conquista do espaço. Claude Lucas acorda, uma manhã, na Union Station de Washington. Vestido com roupas de vagabundo, está afectado por uma amnésia que o impede de recordar, entre outras coisas, o seu estatuto profissional. Acontece que ele é uma personagem central no próximo lançamento do Explorer I, um foguetão do exército dos EUA. Anthony Carroll, agente da CIA e velho amigo de Lucas, anda a seguir o caso. E convém-lhe que a amnésia não passe tão depressa…

Opinião:

Com este livro Ken Follett apresenta-nos um thriller político cheio de momentos emocionantes e com uma escrita estonteante e factual que denota investigação e trabalho por parte do escritor.

A consistência da sua escrita e a velocidade com que os acontecimentos mudam durante o livro são fantásticos e tive a sensação em muitas partes de estar a ver um filme, em vez de estar a ler um livro, tal é a qualidade da escrita deste autor.

O título do livro é extremamente adequado pois a narrativa é toda ela uma contagem decrescente, que por vezes nos deixa sem fôlego na iminência do que vai acontecer a seguir. Não é apenas a história e o mistério que está subjacente à investigação que decorre que nos agarra a este livro, é também a relação entre todos os personagens que enriquecem e dão uma carga mais dramática ao desfecho final.

Adorei e aconselho vivamente!

 

Mais livros … Help!!!

Empréstimos (Obrigado Ana :))

contagem decrescente

Adquirido (a 5€):

NudezMortal

Este é o primeiro livro da série In Death de J.d.Robb (pseudónimo de Nora Roberts).

Nota: Acho que o meu vício incessante por livros aumenta e piora com a idade, mas prometo que sou inofensiva … quando estou longe de livrarias, bibliotecas, feiras do livro, papelarias com livros antigos, ou estantes … de preferência a uma distância de 1 km, ou melhor 2km … é melhor prevenir. Mas tirando estas situações sou completamente inofensiva … 🙂

Destaque Editorial Presença

voo das águias

Sinopse: O Voo das Águias é um thriller soberbo, baseado numa história verídica que se passou no contexto da revolução iraniana liderada por Khomeini para derrubar o regime ditatorial do Xá Reza Pahlevi. Em dezembro de 1978, dois executivos da sucursal iraniana da EDS são detidos numa prisão de alta-segurança de Teerão. Quando Ross Perot, o fundador e presidente da empresa em Dallas, sabe do que se passa, decide salvar as vidas dos seus dois colaboradores a qualquer custo. É uma missão heroica, extremamente delicada e perigosa, e o desenlace, imprevisível.
Foi o próprio Ross Perot quem contactou Ken Follett para escrever este livro, e o resultado foi uma história extraordinária onde a aventura, o suspense e o desespero são absolutamente reais.

A história inspiradora da missão de um homem para salvar os seus concidadãos e do seu admirável espírito patriótico.

Opinião: O Terceiro Gémeo de Ken Follett

 

Livro: O Terceiro Gémeoo terceiro gémeo

Autor: Ken Follett

Páginas: 656

Sinopse: A cientista Jeannie Ferrami, especialista em gémeos e nos componentes genéticos da agressão, faz uma descoberta espantosa. Recorrendo a um banco de dados do FBI, descobre dois homens que parecem ser gémeos verdadeiros: Steve, estudante de direito, e Dennis, assassino condenado. No entanto, nasceram em dias diferentes, de mães distintas, em hospitais separados por centenas de quilómetros. Que segredo terá ela desvendado? Poderá confiar no seu chefe e mentor, ou terá de pôr a sua vida nas mãos de Steve Logan, o gémeo por quem se apaixona, apesar de ele estar envolto em intriga e suspeita? Uma coisa é certa: não há nada que faça certas pessoas deixar de conspirar na sombra…

Opinião:

Ken Follett é um dos meus escritores masculinos preferidos. Com uma escrita perspicaz, cativante e cheia de acção, agarra-nos desde os primeiros momentos da narrativa. O ritmo da acção é alucinante e o final é arrasador!

A cientista Jeannie Ferrami está dedicada à sua investigação sobre gémeos uni-vitelinos e não só, e nas componentes que os tornam diferentes ou semelhantes, consoante o ambiente em que crescem. A realidade é que a investigação se torna no desenrolar de um segredo à muito guardado e capaz de afectar muitas vidas. Steve Logan é um desses gémeos e desenvolve uma relação especial com Jeannie. Uma história muito bem construída com momentos de muito suspense! Adorei e recomendo.