Opinião: O Pecado de Darwin de John Darnton

 

Livro: O Pecado de Darwino pecado_de_darwin

Autor: John Darnton

Páginas: 376

Sinopse: Que mistérios haverá na vida do homem que mudou a forma de vermos a natureza? O que levou Darwin a formular a teoria da evolução? Porque demorou vinte e dois anos a escrever A Origem das Espécies? Que misteriosa doença o debilitou durante tantos anos? Quem era o seu rival secreto? Este romance intrigante revela-nos que ninguém, hoje em dia, conhece a verdade para além da história, e muito menos a verdade que rodeia a vida de qualquer pessoa.

O Pecado de Darwin leva-nos à Inglaterra Vitoriana para nos revelar os segredos que rodeiam a vida e a obra do cientista britânico Charles Darwin, num romance que, além de combinar harmoniosamente factos históricos e ficção, responde a questões como: o que levou Darwin a formular a teoria da evolução? Porque demorou vinte e dois anos a publicar A Origem das Espécies?

Ao longo desta obra, Darnton reescreve a verdadeira história de Darwin, sob três perspectivas diferentes: a do próprio explorador enquanto jovem, a da sua filha Lizzie e a dos investigadores Hugh Kellem e Beth Dulcimer, cuja obsessão pelo naturalista (e um pelo outro) os leva muito além de uma mera investigação académica. Ao descobrirem os diários e as cartas de Lizzie, Hugh e Beth encontram um capítulo oculto da biografia de Darwin, que vai revelar inúmeros segredos, nos quais reside o nascimento da teoria da evolução.

Opinião:

Todos conhecemos o cientista britânico Charles Darwin pelo seu estudo da evolução das espécies e da teoria da Selecção Natural, ou seja, a luta pela sobrevivência ou da sobrevivência do mais apto – pedra fundamental da Origem das Espécies. Esta teoria foi contra várias visões, políticas e religiosas, da época em questão, pondo em causa muitos conceitos já incrustados na sociedade.

Este livro apresenta-nos a vida deste cientista, de várias perspectivas e em diferentes épocas. Temos a perspectiva do próprio Charles Darwin e acompanhamos a viagem a bordo do Beagle, onde o cientista fundamentou a sua Teoria da Evolução, ou pelo menos é o que é conhecido na generalidade. Com este livro temos uma abordagem diferente da forma como a Teoria, que revolucionou o mundo da ciência, foi determinada.

Temos também a versão de uma das suas filhas – Lizzie – que historicamente não é muito conhecida, mas que este escritor utilizou na sua obra de forma muito inteligente, dando uma perspectiva feminina e intimista, não só de Charles Darwin, mas também da época em que viveram.

Por fim temos a perspectiva, nos dias de hoje, de dois investigadores que procuram saber mais sobre este cientista de renome e embarcam numa exploração sem preço, com revelações (algo) controversas no que diz respeito à vida de Charles Darwin e à forma como se tornou um dos maiores ícones do mundo da ciência.

Já tinha adorado o anterior livro deste escritor, “A profecia de Neandertal” e este não se ficou atrás. É um livro desafiante, muito bem escrito e com uma fácil percepção do trabalho notável de pesquisa, bem presente do princípio ao fim. Adorei e recomendo!

Opinião: A Profecia de Neandertal de John Darnton

 

Livro: A Profecia de Neandertala profecia de neandertal

Autor: John Darnton

Páginas: 413

Sinopse: Nas montanhas remotas da Ásia Central, um eminente antropólogo da Universidade de Harvard descobre algo verdadeiramente extraordinário. Envia então uma enigmática mensagem a dois colegas seus da universidade, Contudo, depois, desaparece misteriosamente.
Matt Mattison e Susan Arnot – outrora amantes, agora rivais no mundo académico – vão até onde poucos seres humanos alguma vez ousaram, em busca de um grupo de criaturas que existe há mais de 40 000 anos, que possui poderes de que o Homem nem faz ideia e que está prestes a mudar para sempre o aspecto da civilização, tal como a conhecemos.
A Profecia de Neandertal lê-se com sofreguidão e emoção e sempre com sensação de que tudo aquilo podia realmente acontecer – o que só é possível graças a uma escrita fluida, clara e despretensiosa, uma narrativa sóbria e credível e aos profundos conhecimentos de paleoantropologia do autor. Uma leitura perfeita para as férias!

Opinião:

ADOREI este livro! Estou a tentar organizar as ideias de forma a conseguir formular uma opinião que dignifique esta obra, mas a única coisa que me ocorre é … ADOREI!

John Darnton, vencedor do prémio pulitzer, foi jornalista durante muitos anos, tendo paralelamente escrito alguns romances, entre eles A Profecia de Neandertal, a minha obra de estreia deste escritor. E não poderia ter começado melhor, diga-se de passagem. Após a leitura deste livro tenho a fasquia muito elevada quanto à qualidade do seu trabalho.

Trata-se de uma aventura que lembra Indiana Jones, com um ritmo frenético, inteligente e imaginativo. É impossível ficar indiferente à qualidade da escrita deste autor e da capacidade imaginativa e terrivelmente credível que demonstra ao longo de toda a narrativa.

Matt e Susan são cientistas convictos das suas teorias e iniciam uma investigação com consequências que podem mudar a história da humanidade. A ciência junta-se com a emoção de uma descoberta incrível. Ao longo do livro dei por mim a pensar naquilo que é considerado “humano” e se vale a pena fazer “tudo” em nome da ciência. Sem dúvida que o conhecimento científico é importante, mas muito mais importante são os seres vivos – inteligentes ou não – que nos rodeiam. Não quero revelar muito da história para não estragar a vossa leitura, caso a façam, mas só quero sublinhar a forma magnífica como os neandertais foram descritos e apresentados ao longo de toda a história. Emocionei-me em algumas partes, ri noutras e houve momentos em que vive dentro do livro junto de Levítico, joelho-ferido, Lancelote e dentes-longos.

Não sei quantos mais livros vou ler até ao final do ano mas ESTE já está, sem dúvida, no meu TOP de favoritos!

ADOREI E RECOMENDO VIVAMENTE!