Opinião: Lembranças Macabras de Tess Gerritsen

 

Livro: Lembranças Macabras (Livro 7 – Série Rizzoli & Isles)lembranças macabras

Autora: Tess Gerritsen

Páginas: 464

Sinopse: Quando o pessoal do Museu Crispin de Boston encontra nas suas caves uma múmia em perfeito estado de conservação, tudo indica tratar-se de um artefacto egípcio milenar, que poderá significar um novo fôlego para a instituição, cuja manutenção está em risco. Porém, quando a doutora Maura Isles analisa a múmia, apelidada de Madame X, para certificar a validade arqueológica do achado, faz uma descoberta horripilante: uma mensagem macabra que sugere que o cadáver «antiquíssimo» é afinal uma vítima de homicídio bem moderna.
Para Maura e para a detetive Jane Rizzoli, as provas forenses são inequívocas, e ao surgir um cadáver de outra mulher nas caves do museu, torna-se evidente que há um assassino à solta, inteligente e diabólico, que se diverte a provocar tanto as vítimas como a polícia.
Quando Josephine Pulcillo, uma das arqueólogas do museu, descobre um terceiro cadáver no seu próprio carro, as peças do puzzle começam a amontoar-se… até que a própria Josephine desaparece, lançando Maura e Jane numa luta contra o tempo para tentarem salvar-lhe a vida. Conseguirão elas impedir o «assassino arqueólogo» de juntar mais uma peça à sua macabra coleção?

Opinião:

Este foi o primeiro livro que comprei, este ano, na Feira do Livro de Lisboa e é o sétimo volume da série policial Rizzoli & Isles da fantástica escritora, que já se tornou presença obrigatória na minha estante, Tess Gerritsen. O último volume que li foi o quinto (Desaparecidas) e pensei que o sexto (O Clube Mefisto) ainda não tinha sido publicado em Portugal. Todavia, estive a pesquisar e afinal já foi publicado! Mais um para a minha Wishlist.

Sabem aqueles livros que nos resgatam e não nos largam enquanto não os terminarmos? Este é um deles! O ritmo da escrita é alucinante e os acontecimentos sucedem-se de uma forma fantástica, que prendem o leitor da primeira à última página. A detective Jane Rizzoli e a doutora Maura Isles vêem-se confrontadas com uns crimes abomináveis, em que as vítimas aparecem mumificadas. É notável o trabalho de investigação desta escritora e confesso que para além do prazer da leitura, fiquei a saber muito sobre o processo de mumificação de um corpo, no Egipto antigo e, também, nos dias de hoje!

O final é uma reviravolta de 180 graus. Algumas das minhas teorias cumpriram-se, mas outras apanharam-me totalmente de surpresa! É sempre um prazer ler o trabalho desta escritora. ADOREI e Recomendo!

Opinião: Desaparecidas de Tess Gerritsen

 

Livro: Desaparecidas (Rizzoli & Isles #5)desaparecidas

Autora: Tess Gerritsen

Páginas: 480

Sinopse: Uma mulher sem identificação parece ser apenas mais um corpo a aguardar a autópsia no Instituto de Medicina Legal de Boston — até ao momento em que a doutora Maura Isles vê o cadáver abrir os olhos. A desconhecida, completamente em pânico, é levada de imediato para o hospital, onde acaba por matar um segurança e fazer vários reféns, incluindo a detetive Jane Rizzoli, que fora internada nessa manhã para dar à luz o seu filho.
No exterior do hospital, o marido de Jane, o agente do FBI Gabriel Dean, desespera ao ver as horas passarem sem que a polícia consiga resolver aquilo que tudo indica ser um vulgar sequestro de vários reféns. Contudo, depressa o caso começa a revelar-se bem mais complicado e com implicações mais profundas quando um segundo sequestrador entra em cena. E momentos antes de o grupo de resgate tomar o hospital de assalto para libertar os reféns, a mulher avisa Jane: «A Mila sabe.»
Quem é Mila? Qual o terrível segredo que esconde? E por que razão os serviços secretos estão tão empenhados em ocultar todas as provas que poderiam ajudar a resolver o caso? Numa corrida contra o tempo, Jane e Gabriel partem em busca da misteriosa Mila, que detém a chave que poderá desvendar o tenebroso mistério. Mas há mais alguém desesperado para a encontrar, e disposto a tudo para a silenciar…

Opinião:

Os livros de Tess Gerritsen tornaram-se obrigatórios na minha estante. Este é o 5º volume da série de policiais Rizzoli & Isles e é um thriller arrebatador.

Tess Gerritsen toca sempre em assuntos algo polémicos e por vezes escondidos da sociedade. Esta história em particular menciona o horror vivido pelas vítimas de rapto internacional e exploração sexual. Temos o relato corajoso de Mila, e os terríveis acontecimentos de que é testemunha.

Jane Rizzoli está em trabalho de parto num hospital de Boston, quando é feita refém por uma mulher (aparentemente) desequilibrada. Um caso que aparentemente seria apenas um caso de sequestro esconde por trás razões muito profundas e capazes de envolver altas figuras governamentais. Um livro muito bem escrito, cheio de fulgor e suspense! Adorei, mais uma vez, Jane e Gabriel e a coragem que demonstraram ao longo do livro. Gostei muito! Espero que editem mais livros desta autora em Portugal! Fiquei Fã incondicional!

Opinião: A Pecadora de Tess Gerritsen

 

Livro: A Pecadora (Rizzoli & Isles #3)pecadora

Autora: Tess Gerritsen

Páginas: 408

Sinopse: Os corpos de duas freiras, vítimas de violência brutal, encontrados no solo sagrado da Capela da Nossa Senhora da Luz Divina conduzem a médica-legista Maura Isles e a detective Jane Rizzoli para o centro da investigação. Não vai ser fácil encontrar uma explicação para aquele cenário brutal, pois as freiras vivem em clausura, no convento, não tendo contactos com o exterior. Para adensar o mistério, Maura Isles descobre, ao fazer a autópsia à irmã Camille, uma jovem de vinte anos, que esta dera à luz pouco antes de ser barbaramente assassinada. Quando é encontrado o cadáver mutilado e irreconhecível de uma mulher num prédio abandonado, as investigações mudam de rumo. Começa então a desvendar-se a tenebrosa relação entre as mortes e, à medida que segredos há muito esquecidos vêm a lume, descobre-se um antigo horror que está por detrás destes homicídios horrendos.

Opinião:

O terceiro policial de Rizzoli & Isles é absolutamente viciante e de cortar a respiração! Mais um Best-seller do New York Times escrito por Tess Gerritsen.

Uma história cheia de mistérios e enredos escondidos. O que parece não é. Uma escrita muito apelativa, activa e avassaladora que quase não nos deixa respirar. Um crime horripilante num lugar sagrado é o mote para a detetive Rizzoli e para a médica legista Maura Isles neste novo policial cheio de suspense e segredos. Simultaneamente, temos um pouco mais de informação quanto às vidas pessoais das personagens.

No último livro, a relação de Jane Rizzoli e Gabriel Dean tinha ficado no ar, contudo neste livro temos o desenrolar (algo surpreendente) da história, com uma nova faceta de Jane. Temos ainda uma perspectiva mais aprofundada de Maura Isles e o final deixou muita coisa no ar. Adorei mais uma vez!

Opinião: O Aprendiz de Tess Gerritsen

 

Livro: O Aprendiz (Rizzoli & Isles #2)o aprendiz

Autora: Tess Gerritsen

Páginas: 411

Sinopse: O Verão em Boston está a ser escaldante. A juntar às desgraças da cidade, há uma série de crimes chocantes, em que homens abastados são obrigados a assistir enquanto as esposas são brutalizadas – uma exigência sádica que termina em morte. O padrão sugere um homem, o assassino em série Warren Hoyt, cirurgião, recentemente colocado atrás das grades. A polícia tem de partir do princípio de que existe um acólito à distância, um maníaco que baseia os seus ataques nas desvirtuadas técnicas médicas do louco a quem tanto admira. É, pelo menos, o que pensa a detective Jane Rizzoli. Obrigada a novo confronto com o assassino que a marcou, está decidida a acabar de uma vez por todas com a horrível influência de Hoyt. Mas, desta vez, a vingança é mais cruel do que Jane poderia imaginar.

Opinião:

Estou a tornar-me fã incondicional de Tess Gerritsen. Este policial é absolutamente aterrador e maravilhosamente bem escrito!

Jane Rizzoli, detective da Polícia de Boston volta a confrontar-se com uma série de homicídios com características que relebram o psicopata, conhecido como O Cirurgião, preso um ano antes. Com uma escrita muito fluída, bem construída e peculiar, Tess Gerritsen, “agarra-nos” à história desde o primeiro momento. Surgem novas personagens que enriquecem a narrativam e trazem ao de cima muito secredos escondidos e que vão afectar o decurso da investigação. Um livro carregado de momentos de tensão e de terror. Adorei e mal posso esperar para ler o próximo! Recomendo!