Opinião: As Lágrimas da Lua de Nora Roberts

 

Livro: As Lágrimas da Lua (Trilogia Irlandesa – Livro 2)as lágrimas da lua

Autora: Nora Roberts

Páginas: 273

Sinopse: Nora Roberts leva-nos até às paisagens mágicas da Irlanda, mais precisamente para a pequena e acolhedora vila de Ardmore. É aí que conhecemos Shawn Gallagher, cozinheiro do pub local, que escreve canções e vive despre-ocupado sem pensar no futuro ou na sua amiga de sempre: a bonita e irreverente Brenna. Brenna, no entanto, tem pensado muito em Shawn. Na verdade, ela quer mais do que apenas a amizade que sempre tiveram. E quando ganha coragem para lho dizer, Shawn é apanhado de surpresa e vê o seu mundo estável e seguro a ruir. Mas numa terra onde a magia ainda não morreu, tudo conspira para uma maravilhosa história de amor. Até as lendas do passado e os fantasmas de amores antigos… Nora Roberts nunca nos desaponta. Construindo um cenário e um leque de personagens fascinantes, arrebata os leitores para uma história acolhedora, divertida e impossível de largar antes da última página. E volta a mostrar porque é considerada uma das melhores romancistas da actualidade

Opinião:

Este é o segundo livro da trilogia Irlandesa de Nora Roberts e envolve-nos desde a primeira página. A história apresenta-nos o romance do sonhador e talentoso Shawn Gallagher e da prática e batalhadora Brenna. Duas personagens com personalidades e características completamente opostas mas que se completam de uma forma perfeita e especial. A magia volta a soltar-se da escrita de Nora Roberts e transporta-nos para as paisagens maravilhosas da Irlanda. Um romance líndissimo de Nora Roberts. Adorei e Recomendo vivamente.

Sugestão de Leitura – Junho de 2013

 

Livro: Os crimes do Lago das Tristezascrimes_lago_das_tristezas

Autora: Erin Hart

Páginas: 458

Sinopse: Esta é uma nova investigação da patologista Nora Gavin, que chega a uma área industrial e desolada da Irlanda rural, conhecida como Lago das Tristezas, onde corpos foram descobertos. O tipo de ferimentos sugere uma ligação a práticas pagãs tradicionais. Cormac McGuire, o arqueólogo que irá colaborar na investigação, está ao mesmo tempo a tentar resolver um caso amoroso no qual se envolveu e que é muito complicado. Nora e Cormac percebem que, além da macabra sugestão de paganismo e da ligação perigosa, a Irlanda rural lhes reserva surpresas. Uma reinvenção de Daphne du Maurier. Um novo suspense gótico.

Opinião: Escolhi este livro para a Sugestão de Leitura de Junho porque me cativou desde a primeira página. Erin Hart criou uma história com contornos algo macabros, com sombras e entrelinhas de suspense gótico. Nora Gavin é a patologista que fica responsável pela análise dos corpos que são encontrados num pântano na Irlanda, zona conhecida como Lago das Tristezas. Os ferimentos apresentados pelas vítimas denotam algumas semelhanças apesar de os cadáveres terem anos de diferença desde o momento da morte. Uma comunidade rural situada na Irlanda é o pano de fundo desta história, com personagens que nos suscitam a curiosidade e nos demonstram facetas de difícil percepção. Uma narrativa muito bem construída com bastante enfoque no suspense e nos mais pequenos pormenores. Não conhecia a escritora Erin Hart até ler este livro mas confesso que me deixou surpreendida pela positiva. Gostei muito e Recomendo!