Opinião: A Amante de James Patterson

 

Livro: A Amante 

Autor: James Patterson e David Ellis

Páginas: 349

Sinopse: O jornalista Ben Casper é paranoico e obsessivo. E a maior e mais compulsiva das suas fixações é Diana, a bela mas inacessível mulher dos seus sonhos. 
Quando ela é encontrada morta, após uma queda da varanda do seu apartamento, as autoridades não hesitam em considerar que é um suicídio. Mas Ben conhecia bem Diana e sabe que ela nunca se mataria. Convence-se de que a amiga foi assassinada e embarca numa aventura arriscada para conseguir prová-lo. 
O jornalista descobre, porém, que ela levava uma vida dupla, e à medida que outras pessoas envolvidas na vida de Diana morrem em circunstâncias questionáveis, torna-se evidente que alguém não quer que a verdade venha ao de cima. E, a menos que Ben desista da sua investigação, ele pode ser o próximo a «sair de cena».

Opinião:

James Patterson volta a presentear-nos com um thriller cheio de acção e um protagonista, no mínimo, peculiar na sua personalidade. A narrativa começa com um ritmo alucinante mantendo o suspense ao longo de toda a trama. A escrita deste autor parece um guião de uma sequela de Missão: Impossível. O ritmo, a acção e as reviravoltas de informação, ao longo do livro, são impressionantes.

Saliento a personagem principal, Ben, com uma personalidade que, inicialmente, deixa qualquer leitor com “a pulga atrás da orelha”, quanto à sua inocência ou envolvimento no desaparecimento de Diana. A história dá uma reviravolta de 365 graus e o final é absolutamente surpreendente.

Um livro muito bem escrito de James Patterson e David Ellisadvogado e autor de diversas obras premiadas – e uma óptima sugestão de leitura para quem gosta de thrillers de acção, teorias da conspiração e o presidente dos Estados Unidos “envolvido” no meio.

Classificação: 3*