Opinião: Mutação de Robin Cook

 

Livro: Mutação

Autor: Robin Cook

Páginas: 277

Sinopse: Mutação é mais uma história aterradora e arrepiante de Robin Cook. Ela leva-nos a pensar nos perigos da engenharia genética, quando os homens não conhecem limites na sua tentativa de se igualarem a Deus, e em como a sua grande conquista se pode transformar num terrível e incontrolável pesadelo. O sonho louco de um cientista que deseja ter um filho que seja totalmente perfeito, leva-o a realizar experiências em que combina métodos de concepção de animais com genética molecular em seres humanos. O resultado é, de facto, extraordinário e espantoso. Ele consegue mesmo o filho que tanto desejava, um menino que, aos três anos, revela uma capacidade intelectual surpreendente. O pior está para vir.

Opinião:

Os benefícios da ciência no mundo de hoje são inegáveis e evidentes! Todavia, o que acontece quando a ciência desafia os conceitos morais e éticos que conhecemos ou percepcionamos como correctos? Quando o que importa são os resultados e a inteligência científica, em detrimento da compaixão, empatia e amor? Os resultados podem ser catastróficos (e assustadores), como podemos observar nesta obra.

Mutação foi publicado pela primeira vez em 1989 por Robin Cook, autor de muitos best-sellers do The New York Times. Robin Cook é um médico e escritor norte-americano e é considerado como o escritor que introduziu os termos “médicos” e destacou (de forma inovadora) este género literário.

Neste livro acompanhamos o resultado de uma experiência (tão ousada quanto perigosa) de um ginecologista e especialista no estudo de biomoléculas, Dr. Victor Frank, que adopta os métodos de reprodução animal e da genética molecular no âmbito da reprodução humanana concepção do seu segundo filho (ou criatura), devido à infertilidade da sua esposa. O resultado é deveras perturbante!

O final deixa em aberto a possibilidade de ter sido escrita uma sequela desta história ou então o objectivo era deixar o leitor à beira de um “ataque de nervos” (no meu caso, deixou-me com um escaldão nos joelhos, pois estava a ler na praia e não conseguia parar, lol)! Apesar de alguns termos científicos, Robin Cook torna acessível a informação de uma forma fluída e com uma narrativa cheia de acção. Uma obra desafiante que nos faz reflectir nestes temas controversos e delicados.

Classificação: 3*

Citação: “Era uma luta de pai contra filho, de criador contra a criatura criada”