Opinião: Sozinhos na Ilha de Tracey Garvis Graves

 

Livro: Sozinhos na Ilha (#1, On the Island)sozinhos-na-ilha

Autora: Tracey Garvis Graves

Páginas: 352

Sinopse: Uma ilha deserta plena de sol, vegetação luxuriante e mar cristalino é um cenário de sonho. Ou talvez não… Anna Emerson decide quebrar a sua rotina e deixar Chicago para dar aulas numa ilha tropical. Por seu lado, T. J. Callahan só quer voltar a ter uma vida normal após a sua luta contra o cancro. Mas os pais empurram-no para umas férias num destino exótico. Anna e T. J. estão a sobrevoar as ilhas das Maldivas a bordo de um pequeno avião quando o impensável acontece: o aparelho despenha-se no mar infestado de tubarões. Conseguem chegar a uma ilha deserta. Sãos e salvos, festejam e aguardam, convictos de que serão encontrados em breve. Ao início, preocupam-se apenas com a sobrevivência imediata e imaginam como será contar tamanha aventura aos amigos. Nunca a citadina Anna se imaginou a caçar para comer. T. J. dá por si a lutar com um tubarão e a ser acolhido por simpáticos golfinhos. Os dois jovens descobrem-se timidamente e exploram a ilha. Mas à medida que os dias se transformam em semanas, e depois em meses, as hipóteses de serem salvos são cada vez menores. Ambos têm sonhos por cumprir e vidas por retomar, e é cada vez mais difícil evitar a grande questão: conseguirão um dia sair daquela ilha?

Opinião:

Este é o primeiro romance da norte-americana Tracey Garvis-Graves e foi um sucesso mundial, tendo já uma adaptação cinematográfica. O romance transporta-nos para uma ilha deserta onde dois desconhecidos, após um acidente de aviação, se deparam com um cenário exótico e de sonho mas, simultaneamente, vêem-se isolados e privados de bens essenciais à sobrevivência humana.

As condições precárias de sobrevivência na ilha reflectem a importância de certos bens que temos no dia-a-dia (água potável, comida, roupa e abrigo) que nos passam despercebidos devido à facilidade de acesso e que em condições extremas – como as relatadas no livro – se tornam as maiores bênçãos possíveis. O romance de Anna e T.J. surge, de forma natural e gradual, cativando o leitor ao longo da trama. É um romance que desafia preconceitos sociais. Com alguma inocência e espontaneidade à mistura. É, simplesmente uma delícia!

A narrativa é fluída e muito bem construída. Os capítulos são sucintos e dividem-se entre as perspectivas de Anna e T.J. O final do livro foi muito bom, com algumas lágrimas à mistura (já não tenho emenda 🙂 ). Uma história muito agradável de se ler, com acção e muitos momentos de magia à mistura. Recomendo!

Classificação: 5*

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s