Sugestão de Leitura – Março 2014

 

Livro: A Bruxa de Oza bruxa de oz

Autor: Gregory Maguire

Páginas: 492

Sinopse:

Quando Dorothy triunfou sobre a Bruxa Má do Oeste no clássico O Feiticeiro de Oz, de L. Frank Baum, apenas conhecemos a sua versão da história. Mas, afinal, quem era esta misteriosa Bruxa? De onde veio? Como se tornou tão malvada? E qual é, então, a natureza do mal? 
A Bruxa de Oz conta a história de Elphaba, uma menina de pele verde, insegura, rejeitada tanto pela mãe como pelo pai, um pastor reaccionário. Na escola ela também é desprezada pela sua colega de quarto Glinda, a Fada Boa do Norte, que só quer saber de coisas fúteis: dinheiro, roupas, jóias. Neste contexto, ela descobre que vive num regime opressor, corrupto e responsável pela ruína económica do povo. Elphaba decide, então, lutar contra este poder totalitário, tornando-se na Bruxa Má do Oeste, uma criatura inteligente, susceptível e incompreendida que desafia todas as noções preconcebidas sobre a natureza do bem e do mal. 
Gregory Maguire cria um mundo de fantasia tão fértil e vívido que Oz nunca mais será o mesmo.

Opinião:

A minha sugestão de leitura deste mês recai sobre um clássico que vendeu mais de 2 milhões de exemplares nos EUA e esteve mais de um ano no top do New York Times. É considerado um dos melhores romances de fantasia de sempre e ideal para guardar na estante entre a Alice no País das Maravilhas e O Senhor dos Anéis.

Todos se recordam da história do Feiticeiro de Oz e das personagens marcantes tais como Dorothy, o Homem-de-Lata, Leão Cobarde, Glinda e a Bruxa Malvada do Oeste. E se tivéssemos uma versão diferente da história, e se o conto que é tão conhecido não fosse, na realidade, daquela forma. A Bruxa de Oz, dá-nos a versão de Elphaba, a tão conhecida e odiada Bruxa Malvada do Oeste. Existe uma razão pela qual ela se transformou numa das bruxas mais malvadas do Oeste. No início quando começamos a ler o livro é difícil perceber como é que a menina doce, inteligente e humilde que narra a história se transforma naquilo que é suposto, de acordo com o conto tradicional.

Este livro é narrado por Elphaba e retrata toda a discriminação, dor e rejeição que sofreu, apenas por ter um tom de pele diferente, assim como uma aparência fora do normal! É um livro muito bem escrito com rasgos de fantasia epopeia pelo meio e com uma mensagem interessante na sua essência.

Este livro mostra-nos que existem sempre diferentes perspectivas da mesma história e que não devemos julgar os outros de forma conclusiva, sem primeiro percebermos o porquê de serem como são. Todos travamos as nossas batalhas diariamente, não existem vilões e heróis, apenas diferentes perspectivas de vida e vivências únicas. Este livro, com a fantasia e realidade entrelaçadas, reforça a importância de respeitarmos o próximo, independentemente das suas diferenças, pois um gesto nosso pode significar muito para quem cruza o nosso caminho, apesar de muitas vezes não nos apercebermos. É um livro que recomendo a todas as idades!

Após lerem este livro, nunca mais vão olhar para a história de O Feiticeiro de Oz da mesma maneira!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s