Os meus versos desajeitados

menina livros e borboleta

“Talvez hoje fale em rima de uma forma desajeitada,

é uma homenagem à poesia delicada

desses livros que preenchem de forma capaz,

uma alma deveras incapacitada.

Essa alma é minha de nascimento

que se propõe alcançar mundos para lá dos normais,

uma alma cheia de seres perdidos,

mas que navegam e brilham para lá de padrões formais.

Não sei se me expresso melhor em prosa ou em verso,

não sei se deva continuar nestas linhas sem ardor,

mergulho nas estrelas dos meus sonhos

e não paro de sonhar com o meu amor.

Esse que anda perdido por terras distantes,

ou talvez seja eu que me escondo nas esquinas do tempo,

não me perco nas interrogações e conclusões

é melhor deixar viver e ouvir o maravilhoso sabor do vento.

Termino a minha divagação de hoje

de uma forma diferente

mantenho, contudo, a presença constante

de alguém que valoriza o que ama e o que sente.”

Sara – Momentos de Magia

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s